Cientistas britânicos abrem financiamento coletivo para chegar à Lua

Por Redação | 20.11.2014 às 11:07

Em 1969, a NASA realizou uma proeza que até hoje é muito difícil de ser alcançada: levou o homem até a Lua. O acontecimento, inclusive, é visto até hoje com uma grande desconfiança por uma parcela do público, que criou uma série de teorias de conspiração afirmando que isso não aconteceu de verdade e que tudo não passou de uma propaganda supereficiente para falir a antiga União Soviética. Apesar dessa desconfiança, esse feito tem instigado centenas de cientistas e engenheiros ao longo dos anos, todos eles tentando repetir o trajeto até o satélite natural da Terra.

Uma dessas equipes é formada por grandes nomes da ciência britânica e é a responsável pelo projeto chamado “Lunar Mission One”. O objetivo deles é voar até a Lua, deixar uma cápsula do tempo contendo diferentes tipos de informações por lá e avaliar as condições para que uma base permanente seja instalada no satélite. Assim como você já deve ter imaginado, realizar todas essas tarefas é algo realmente caro e complexo.

Assim como explica David Iron, engenheiro britânico com larga experiência militar em projetos espaciais e líder da “Lunar Mission One”, o maior desafio é conseguir reunir todo o dinheiro necessário para que a missão até a Lua realmente aconteça. “Governos estão encontrando grandes problemas para financiar explorações espaciais que visam apenas o avanço do conhecimento humano, sem garantir retorno comercial”, detalha o estudioso.

Por conta disso, a equipe está recolhendo fundos através do Kickstarter. A meta mínima para que o projeto comece a sair do papel é 600 mil libras (cerca de R$ 2,4 milhões) – no entanto, fazer com que a nave espacial realmente chegue até a Lua pode custar 3 bilhões de libras, ou R$ 12 bilhões. Com isso, David e o seu grupo pretendem inspirar as próximas gerações para que elas se interessem por viagens espaciais, ciência e engenharia.

Um plano de longo prazo

De acordo com o pessoal do site Telegraph, foi calculado de que 1% de todas as pessoas que podem investir neste projeto o farão, fazendo com que o sucesso seja alcançado. Além disso, quem colaborar com o projeto terá a chance de levar toda a sua história e um fio de cabelo dentro da cápsula do tempo que será colocada na Lua.

Apesar de haver um planejamento detalhado e grandes chances de que a missão seja bem sucedida, os planos da “Lunar Mission One” são de longo prazo. Apenas em 2017 as datas de lançamento vão ser estabelecidas, com o desenho da nave começando em 2018. Espera-se construir o veículo somente em 2021, com testes acontecendo por dois anos antes do lançamento ocorrer em 2024.

Em um primeiro momento, máquinas vão coletar amostras e estudar a Lua. No entanto, com o passar do tempo, os cientistas pretendem aprender mais sobre o satélite, a Terra e como a vida surgiu no planeta. Bacana, não é?