CEO da Tesla Motors quer levar humanos para Marte até 2026

Por Redação | 20.06.2014 às 08:22
photo_camera Divulgação

Um dos grandes desafios da humanidade é colonizar outros planetas – mais precisamente Marte –, e grandes projetos voltados para esse objetivo surgiram nos úlimos anos. Obviamente é preciso dar um passo de cada vez, mas o CEO da Tesla Motors acredita que não teremos de esperar tanto tempo até que os primeiros humanos cheguem ao planeta vermelho. Em entrevista ao canal de TV norte-americano NBC, Elon Musk afirmou que planeja levar astronautas a Marte até 2026.

"Estou esperançoso de que as primeiras pessoas podem ser levadas para Marte em 10 ou 12 anos e acho que certamente é possível fazer com que isso aconteça", disse. "Mas o que importa a longo prazo é ter uma cidade autossustentável no planeta para criar vida multiplanetária. Talvez estejamos perto de desenvolver um veículo que nos leve até Marte", completou o executivo, que também é diretor da SpaceX, companhia de transporte espacial que desenvolve foguetes modulares e reutilizáveis.

Não é surpresa que Elon Musk possui ideias ambiciosas para diversos setores da indústria. Conhecido popularmente como uma espécie de Tony Stark da vida real, Musk é responsável pelo Hyperloop, projeto de veículo terrestre movido a energia solar capaz de atingir velocidade máxima de 1.220 quilômetros por hora, e não descarta criar um modelo de carro voador nos próximos anos. Assim como o Homem de Ferro, o executivo também elaborou o protótipo de uma tecnologia de interface capaz de controlar objetos em 3D apenas com o movimento das mãos.

Embora ainda não haja nenhuma iniciativa específica para levar humanos a Marte, Musk declarou que se estabelecer no planeta vermelho é apenas o começo. "Se nós não conseguirmos nos tornar uma espécie multiplanetária, inevitavelmente vamos sucumbir até que algum evento de extinção ocorra aqui na Terra", disse. O empresário também acredita ser necessário descobrir novas maneiras de bioengenharia para produção de alimentos que possam garantir nossa sobrevivência em Marte.

De qualquer forma, é possível que vejamos os primeiros humanos em Marte até o final da próxima década. Um dos projetos mais conhecidos – e duvidosos entre a comunidade científica – é o Mars One, fundado pelo empreendedor holandês Bas Lansdorp. Mais de 200 mil pessoas de 140 países se inscreveram para fazer parte do grupo de primeiros colonizadores de Marte em uma viagem sem volta, que deve ter início em 2025. Os voluntários viverão em pequenas cápsulas especiais feitas para suportar as condições climáticas de Marte, uma atmosfera composta principalmente por dióxido de carbono e temperatura média de -63º C.

Leia também: