Brasil quer lançar satélite com foguete próprio até 2021

Por Redação | 13.02.2013 às 15:40

O Brasil anunciou recentemente o seu quarto programa espacial, que tem como objetivo lançar até 2021 um satélite desenvolvido no país, acoplado a um foguete nacional, a partir de um centro de lançamento próprio, de acordo com a Agência Brasil.

O Brasil já lançou satélites ao espaço, mas sempre em parceria com outros países, como a China, que serviu de base para o lançamento dos últimos três Cbers – os chamados satélites sino-brasileiros.

Para fortalecer o Programa Espacial Brasileiro, o governo deve incentivar ações voltadas para a formação de mão-de-obra na área aeroespacial, como enviar estudantes brasileiros, através do Programa Ciência sem Fronteiras, para se especializarem em países já desenvolvidos na área espacial, assim como trazer especialistas desses países para o Brasil.

Enquanto o plano ainda não se torna realidade, o Brasil se prepara para o lançamento do satélite Cbers-3, que sairá também de uma base chinesa. O lançamento estava programado para o fim de 2012, mas foi adiado para o primeiro semestre deste ano, pois os conversores norte-americanos instalados no sistema apresentaram falhas.

O Cbers-3 será o primeiro da família de satélites sino-brasileiros a integrar uma câmera para satélite 100% desenvolvida e produzida no Brasil. A câmera vai registrar imagens para o monitoramento de recursos terrestres.

O Brasil e a China possuem uma parceria na área espacial desde 1988, quando iniciaram a cooperação para o desenvolvimento do Programa Cbers. O objetivo do programa é implantar um sistema completo de sensoriamento remoto para monitoramento de desmatamentos, da expansão urbana e da agropecuária.