Academia de Ciência cria 'selo de aprovação' para livros com fatos científicos

Por Redação | 10 de Janeiro de 2013 às 14h40

Os livros de ficção ou de mistérios costumam empregar alguns dos fatos e teorias científicas em suas páginas, mas será que tudo que aparece nessas publicações condiz com a realidade? A Academia de Ciência de Washington (WAS), Estados Unidos – criada em 1898 por Alexander Graham Bell – criou um 'selo de aprovação' para os livros que trabalham com teorias científicas, garantindo assim precisão ao texto.

Peg Kay, escritora e membro da Academia, afirmou à BBC que muitas interpretações científicas errôneas estão sendo publicas nos livros, e ela acredita que a pressão comercial e a falta de bons editores fez com que muita coisa errada fosse publicada. "Os editores agora estão preocupados apenas com dinheiro e transformaram seu cargo editorial em um agente", ressaltou Peg. "Tudo que realmente interessa para o agente é o mercado de massa. Ninguém sabe no que acreditar, pois não há filtros".

A diretoria da Academia afirma que muitas pessoas entram em contato com a ciência através de livros, filmes e programas de televisão, como é o caso da série policial C.S.I. No entanto, nem toda a ciência que aparece nesses meios é ciência de verdade.

Selo aprovação científica WAS

Selo de aprovação e precisão (Reprodução: BBC)

Segundo o Engadget, o selo visa informar os leitores de que determinado romance está de acordo com os fatos científicos. O projeto, iniciado em junho de 2012, permite que qualquer autor apresente seu trabalho para a avaliação da WAS, antes de ser enviado para a revisão final.

Desde sua criação, o programa de certificados já registrou e concedeu seu selo de autenticidade a quatro títulos, e a Academia informou que o quinto já está sendo analisado pelos membros do programa.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!