Siga o @canaltech no instagram

Snapdragon 855 bate recorde em benchmark e ultrapassa iPhone XS

Por Joyce Macedo | 15 de Janeiro de 2019 às 11h00
Tudo sobre

Qualcomm

Saiba tudo sobre Qualcomm

Ver mais

Durante a semana da CES, que aconteceu em Las Vegas no início de janeiro, a Qualcomm realizou uma demonstração exclusiva do poder do seu mais recente chipset para dispositivos móveis, o Snapdragon 855. O Canaltech estava presente e, durante os testes, o modelo atingiu a marca média de 360.500 pontos na versão 7.1.1 do aplicativo Antutu Benchmark.

Para a apresentação, a empresa utilizou um protótipo embarcado com Android 9 Pie, tela AMOLED de 5,99", 6GB de RAM e operando a 1.80 GHz. O smartphone em questão chegou a alcançar números ainda maiores do que os apresentados pela Qualcomm, ultrapassando a marca dos 361.000.

Snapdragon 855 rodando AnTuTu (Foto: Joyce Macedo / Canaltech)

Até então, quem liderava o ranking do AnTuTu de chips para Android era o Kirin 980, da Huawei, primeiro modelo de 7 nanômetros lançado para smartphones. Em dezembro de 2018, o Huawei Mate 20 aparecia no topo da lista de mais bem colocados no teste de benchmark, com 306.608 pontos, seguido pelo Mate 20 Pro (303.313) e pelo irmão Mate 20 X (300.759).

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Na verdade, o Snapdragon 855 bateu até mesmo o poderoso chip A12 Bionic, da Apple, que marcou 355.856 com o iPhone XS no teste do aplicativo.

O novo chipset da Qualcomm também se saiu muito bem em outros testes, como o GeekBench, em que apareceu com resultado de até 3.600 pontos em desempenho single-core e 12.000 pontos em tarefas de múltiplos núcleos.

Lançado em dezembro de 2018, o Snapdragon 855 é o primeiro do mercado a trazer suporte para redes 5G. Com arquitetura de 7 nanômetros, o chipset octa-core conta ainda com GPU Adreno 640 e CPU Kryos 485.

A primeira promete renderização de gráficos 20% mais rápida do que o visto no Snapdragon 845, enquanto a CPU tem um núcleo dedicado apenas à alta performance e que é capaz de atingir 2,84 GHz, o que implica em um processamento mais rápido para os aplicativos mais usados e 45% mais velocidade do que o chip anterior.

Inteligência Artificial

O Snapdragon 855 também trouxe melhorias relacionadas à IA. O Hexagon 690 e o Spectra 380 são duas partes do chipset onde a Qualcomm inseriu inteligência adicional. O Hexagon 690 foi reprojetado a partir do zero para incluir novos núcleos Tensor, além de melhorias nos núcleos escalares e vetoriais. Isso permite que os aplicativos direcionem o tipo adequado de núcleo para o trabalho de inferência desejado.

A Qualcomm também permitiu que os jornalistas realizassem alguns testes de benchmark para mensurar as capacidades baseadas em atividades de Inteligência Artificial. Para isso, foi utilizado o ETH AI Benchmark 2.1.1, em que o chipset atingiu a marca de mais de 34.000 pontos, e o Ludashi AIMark v1, com uma marca de 2.755 pontos.

Além disso, também vimos uma AI Engine Demo desenvolvida pela própria Qualcomm para mostrar o funcionamento do Tensor Accelerator — que ajuda a acelerar o processamento das rotinas de IA — já que não existe nenhum app no mercado capaz de mostrar as possibilidades da nova ferramenta embarcada no Snapdragon 855. De acordo com a fabricante, o chipset atinge a marca de processamento de 150 inferências de IA por segundo.

Ainda durante a CES 2019, a Qualcomm divulgou que vai embarcar mais de 30 dispositivos 5G neste ano, o que nos dá um belo vislumbre de novos flagships com o Snapdragon 855.

*A jornalista viajou para Las Vegas a convite da Qualcomm.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.