Protótipo da Razer roubado na CES aparece à venda na China por US$ 22.000

Por Redação | 14 de Janeiro de 2017 às 10h46

Durante a CEs 2017, a Razer teve uma surpresa nada agradável: dois protótipos da empresa apresentados no evento foram roubados do seu estande. Agora, um dos dispositivos está sendo vendido na China por US$ 22.000.

Depois que a notícia do roubo vazou, o CEo da empresa, Min-Liang Tan, informou que os produtos roubados eram dois exemplares do Project Valerie, um conceito de notebook com três monitores acoplados. A empresa ofereceu uma recompensa de US$ 25.000 para quem trouxesse informações valiosas que ajudassem a resolver o caso e encontrar os culpados.

"Esta atualização é para confirmar que dois protótipos dos portáteis Razer Project Valerie foram roubados do estande de Razer na CES", explicou o CEO via Facebook. "O produto foi retirado da sala de imprensa da Razer aproximadamente às 16 horas do domingo, 8 de janeiro de 2017. Uma recompensa de US$ 25.000 está sendo oferecida por informações originais que levem à identificação, prisão e condenação de um suspeito."

Poucos dias depois da confusão, um dos protótipos roubados apareceu à venda numa espécie de Ebay chinês por um valor equivalente a cerca de US$ 22.000. O preço é bem alto, mas se levarmos em consideração que o dispositivo em questão é uma grande novidade e ainda não está sendo vendido oficialmente, o ladrão pode cobrar o preço que desejar.

Imagem do dispositivo à venda no site chinês TweakTown.com

No entanto, algumas pessoas nos fóruns da Razer estão questionando a veracidade dos anúncios publicados na China, levantando a hipótese de se apenas algum oportunista querendo tirar vantagem da situação.

Via Tech Times

Com informações do Razer Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.