Presidente da FCC é ameaçado de morte e cancela presença na CES 2018

Por Redação | 05 de Janeiro de 2018 às 12h59
CNET

O presidente da FCC (Comissão Federal de Comunicações), Ajit Pai, vem recebendo ameaças de morte e, por conta disso, decidiu cancelar a sua presença na CES 2018, que acontece na semana que vem em Las Vegas. A notícia foi divulgada por fontes anônimas que não revelaram informações mais detalhadas sobre o caso, apenas que já houve intervenção federal.

O executivo cancelou a sua participação na CES na última quarta-feira (3), menos de uma semana antes do início do evento. Nem Pai nem a FCC revelaram oficialmente os motivos do cancelamento, levando o público a especular sobre uma tentativa de evitar recepções negativas.

A FCC está envolvida na revogação da neutralidade de rede, causando grande revolta nos Estados Unidos. A regulamentação impedia que provedores de internet fizessem o bloqueio ou desaceleração de seus serviços, entre outros fatores. A agência vinha marcando presença na CES desde 2009 e Pai esteve presente em cinco edições. Neste ano, o executivo seria entrevistado pelo presidente da CTA (Associação de Tecnologia do Consumidor), Gary Shapiro, que abordaria tópicos relacionados ao assunto que gera preocupações em todo o mundo.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Mas esta não é a primeira vez que a FCC enfrenta ameaças. Durante as reuniões marcadas para debates sobre a neutralidade de rede, a agência foi informada que havia bombas no local, que foi imediatamente evacuado. A ameaça, no entanto, era falsa.

A FCC ainda não se pronunciou sobre as ameaças de morte contra Ajit Pai.

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.