Asus oficializa Zenfone AR, smartphone que une realidade aumentada e virtual

Por Redação | 04 de Janeiro de 2017 às 20h12

Para desespero da Asus, dias antes da sua keynote na CES 2017, informações do ambicioso novo smartphone Zenfone AR acabaram vazadas na internet em um post acidental no site da fabricante norte-americana de chips Qualcomm.

O vazamento, no entanto, não trouxe informações completas sobre o dispositivo e acabou atiçando a curiosidade de muita gente para a apresentação oficial da empresa, na tarde desta quarta-feira (4).

Revelado oficialmente pela taiwanesa, o Zenfone AR agora mostra potencial para alavancar duas tendências que ganharam força em 2016: a realidade virtual e a realidade aumentada, unindo tanto as capacidades do projeto Tango quanto suporte à plataforma Daydream View.

O smartphone traz um display Super AMOLED de 5,7 polegadas com resolução de 1440 x 2560 e cinco saídas de som para experiências mais imersivas. Por baixo do capô, o ZenFone AR terá o processador Snapdragon 821 e impressionantes 8 GB de memória RAM para garantir experiências em AR e VR sem engasgos.

Asus demonstrou as capacidade de realidade aumentada do dispositivo durante sua apresentação (foto: Igor Lopes/Canaltech)

Para suportar o Project Tango, o smartphone traz um módulo de câmera que parece remanescente de antigos Lumias, da Nokia, com um sistema de três câmeras que se combinam para aplicações de realidade aumentada: além de um sensor de 23 megapixels, o smartphone possuiu uma câmera dedicada a análise de profundidade de campo e outra para perceber movimentos.

O Tango é um projeto do Google que usa sensores especiais capazes de mapear o ambiente em três dimensões afim de utilizá-los em aplicações de realidade aumentada. Durante a apresentação de seu ZenFone AR, a Asus realizou demos ao vivo de possíveis aplicações para a tecnologia, como para compra de roupas. No ano passado, a Lenovo lançou o primeiro smartphone do mercado habilitado para a tecnologia, o Phab 2 Pro – que supostamente já teria um sucessor em desenvolvimento.

O Daydream View, por sua vez, é a mais recente plataforma do Google para realidade virtual e a sucessora do Google Cardboard. Carregado com o Android 7.0 Nougat, o Zenfone AR se torna agora o quatro dispositivo preparado para receber a tecnologia, ao lado do Pixel, Pixel XL e do Moto Z.

Apesar de parecerem plataformas complementares, o Daydream View e o Project Trango ainda não se conversam. Com o lançamento de seu Zenfone AR, a Asus ganha agora a dianteira entre usuários que desejam experimentar ambas tecnologias. A companhia também garantiu que já está trabalhando junto ao Google e a desenvolvedores para a criação de mais conteúdo em AR e VR, o que deverá tornar o dispositivo mais atraente para consumidores finais.

A empresa não revelou preço ou data de lançamento para o ZenFone AR, mas a expectativa é que ele chegue no segundo semestre deste ano.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.