CES 2013: Intel avança no mundo da mobilidade e dos Ultrabooks multissensoriais

Por Igor Lopes | 07 de Janeiro de 2013 às 22h57
photo_camera Igor Lopes/Canatech

* Em Las Vegas, EUA

A conferência da Intel na tarde desta segunda-feira (7), na CES 2013, trouxe tudo o que se espera de uma companhia do porte desta gigante dos hardwares: em 48 minutos, a empresa apresentou novos chips para tablets e smartphones de primeira geração, além de novidades no mundo dos Ultrabooks. Os executivos falaram também sobre o novo conceito de "computação perceptual", de detecção de gestos, voz e olhos.

Aguardados desde o ano passado, a Intel finalmente confirmou a produção do seus novos chips de quarta geração para Ultrabooks, apelidados de Haswell, que consomem ainda menos energia. Seguindo Kirk Skaugen, vice-presidente da área de PCs da empresa, os núcleos funcionam com cerca de 10 watts e são desenhados para permitir dispositivos mais finos e leves. Skaugen afirma que os novos processadores são o maior avanço em eficiência energética da história da empresa.

Para os desenvolvedores de Ultrabooks que quiserem utilizar o chip, a Intel vai impor dois pré-requisitos: os aparelhos deverão, obrigatoriamente, conter touchscreen e também wireless display.

A empresa também apresentou o novo processador quad-core Bay Trail, desenhado especificamente para tablets. Com 22 nm, o chip promete dobrar a performance de dispositivos da geração Atom atual, a Clover Trail. O Bay Trail deve ser utilizado em dispositivos com o Windows 8 e Android, permitindo maior vida útil de baterias e preços mais baixos. O processador deve chegar ao mercado antes do final de 2013.

Já com o novo Atom Z2580 (família Clover Trail+), que substituirá os Z2560, a Intel pretende atingir o mercado de smartphones de primeira linha e intermediários. O processador dual-core possui uma engine gráfica e terá o dobro da capacidade de processamento da geração anterior.

A Intel pretende ainda atingir o mercado de smartphones e tablets em países em desenvolvimento, com o novo chip Z242 (Lexington). De configurações mais básicas, o processador single-core tem 1,2Ghz de potência, suporte onboard para dois cartões SIMs e é otimizado para Android.

"Perceptual Computing"

Na área da inovação de software, a Intel apresentou o que chama de Perceptual Computing, ou computação sensorial. A empresa apresentou o sistema que batizou de Nuance, disponível para computadores Dell, que permite comandos de voz, como ditar uma mensagem para ser publicada no Facebook, ou navegar pelo computador. O Nuance estará disponível em 9 línguas, para 27 países.

A tecnologia também traz um novo sistema de detecção de rosto que substitui a senha e pretende trazer mais segurança durante o login na máquina. A nova tecnologia permite ainda a interação de objetos em 3D com o computador, como a detecção de gestos utilizando cada um dos dez dedos das mãos de forma separada (e não só apenas o movimento do membro como um todo). O sistema permite uma imersão maior em jogos, por exemplo.

Há ainda um sistema de detecção dos movimentos de olhos de alta precisão, que possibilita comandos apenas olhando para a tela.

Na demontração, ambas tecnologias utilizaram uma especie de câmera anexa ao monitor e ligada à entrada USB, que, futuramente, será embutida ao computador. Tudo isso estará disponível ainda em 2013, segundo a Intel.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.