Nest vai exigir autenticação em duas etapas para todos os dispositivos

Por Felipe Demartini | 13 de Fevereiro de 2020 às 13h27

A Nest anunciou nesta semana que a ativação da autenticação em duas etapas será obrigatória para todos os usuários de produtos da marca. A recomendação da empresa é que os clientes integrem suas contas na plataforma de automação com as do Google, que já oferecem segurança adicional; caso prefiram manter as coisas separadas, será preciso ligar a verificação por e-mail para que os dispositivos de Internet das Coisas continuem funcionando.

A ativação da nova etapa de proteção das contas passa a ser obrigatória a partir do final deste semestre; após uma data que não foi divulgada, os usuários passarão a ver uma mensagem indicando a necessidade de realização do procedimento antes de seguirem adiante com as configurações domésticas. A partir da mudança, novos logins passam a exigir não apenas as credenciais usuais, como e-mail e senha, como também um código de segurança.

A camada de proteção extra, e sua obrigatoriedade, vem como parte do esforço da fabricante em ampliar a segurança de seus dispositivos. Aparelhos da Internet das Coisas se tornaram alvos interessantes para os hackers devido aos dados que trafegam por eles, o acesso aos hábitos residenciais dos usuários e a transformação fácil em zumbis para ataques de negação de serviço em botnets, tudo por conta da ideia de que a proteção de tais dispositivos é, normalmente, negligenciada.

A recomendação aos usuários, e uma que a Nest já vem dando há algum tempo, é a integração com uma conta do Google. Isso se deve não apenas ao fato de a fabricante ser uma das subsidiárias da gigante, mas também porque os sistemas da empresa são compatíveis com a Internet das Coisas, o que significa que os clientes que usam termostatos, displays e outros aparelhos da marca contam com as mesmas proteções de utilizadores do Gmail, por exemplo.

Além da ativação da autenticação em duas etapas, a companhia indica outras medidas de segurança que devem ser tomadas pelos usuários não apenas no uso dos equipamentos da marca. Sempre, é bom evitar o uso de senhas comuns e simples de serem descobertas, além de manter a exclusividade das credenciais, de forma que o vazamento de um serviço não coloque todas as contas em risco. Além disso, outra indicação é manter os aparelhos de automação sempre atualizados, pois brechas de segurança eventualmente descobertas são fechadas desta maneira.

Ainda, a Nest indica a criação de contas familiares para residências com mais de um usuário dos produtos da empresa e a checagem dos controles de acesso para garantir que indivíduos estranhos não tenham acesso à rede. Novamente, a indicação é pela integração com o perfil do Google, que já possui tais detecções ativas por padrão.

Fonte: Google Nest

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.