Van autônoma da Waymo se envolve em acidente nos EUA

Por Felipe Demartini | 07 de Maio de 2018 às 10h19
Tudo sobre

Alphabet

Uma van autônoma operada pela Waymo, a subsidiária da Alphabet especializada nesse tipo de tecnologia, se envolveu em um acidente na tarde da última sexta-feira (4). O carro foi atingido na lateral por um sedan da marca Honda, que teria seguido em um cruzamento mesmo com o sinal vermelho e, para desviar do tráfego, acabou invadindo a pista contrária.

De acordo com as informações da polícia, a minivan da Waymo estava em modo autônomo no momento do acidente, com um operador ao volante, mas não teria sido a responsável pelo acidente. As imagens liberadas pela Alphabet, gravadas a partir de uma câmera no painel do veículo, também permitem chegar a essa conclusão.

O caso aconteceu na cidade de Chandler, no estado americano do Arizona, mas não teve vítimas graves. Segundo a polícia, o motorista da van operada pela Waymo sofreu ferimentos que exigiram que ele fosse hospitalizado, mas não há risco de morte, enquanto o dono do Honda responsável pelo acidente foi multado por ultrapassar o sinal vermelho.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O relatório policial ainda cita que a baixa velocidade da van no momento do acidente contribuiu para que ninguém saísse ferido gravemente. De acordo com as autoridades, o carro da Waymo estava reduzindo, justamente, devido ao sinal vermelho, enquanto o Honda que o atingiu estava a pouco mais de 60 quilômetros por hora, dentro dos limites da via.

A análise das autoridades, também, eximiu a Waymo de qualquer responsabilidade no acidente, tendo a van sido atingida como dano colateral da imprudência do motorista do sedan. O condutor não teve a identidade divulgada.

Além de divulgar o vídeo do acidente, a Waymo afirmou em comunicado que seu ideal é fazer com que as ruas sejam mais seguras por meio da tecnologia de direção autônoma. A companhia desejou melhoras a seu motorista e disse estar preocupada com o bem-estar não apenas dos ocupantes de seus veículos, mas também de outros motoristas e passageiros ao redor.

É o segundo acidente grave a envolver carros autônomos apenas neste ano. Enquanto o caso da Waymo se desenrolou sem vítimas, o mesmo não pode ser dito da Uber, que no início de março viu seu nome nas manchetes devido ao atropelamento fatal de uma mulher, também no Arizona, enquanto testava sua própria tecnologia na cidade de Tempe. O ocorrido motivou a suspensão dos experimentos e também a perda de algumas licenças para esse tipo de trabalho.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.