Uber está testando tarifa baixa com passageiros que não estão com pressa

Por Jessica Pinheiro | 19 de Junho de 2018 às 13h29
Reprodução
Tudo sobre

Uber

É difícil imaginar alguém chamando um Uber quando não está com um pouco de pressa. Ainda que estes espécimes raros existam, a grande maioria que chama pelo serviço é porque precisa chegar rapidamente e de maneira mais segura a seu destino. E, mesmo que haja o perigo de enfrentar trânsito caótico, o cliente ainda assim consegue ser entregue no local desejado em um tempo hábil por um preço um pouco maior do que o do transporte público.

Agora, a Uber está testando uma oferta um tanto quanto diferente para quem está disposto a esperar um pouco mais para que seu carro chegue. O novo recurso foi aparentemente revelado sem querer por um funcionário da empresa no Twitter, onde ele publicou uma captura de tela com a opção de tarifa mais barata, caso ele aguardasse o carro chegar depois das 17h, ao invés de solicitá-lo às 16h06.

(Imagem: Quartz)

De acordo com o que revelou a companhia ao Quartz, esta nova modalidade está sendo testada com todos os funcionários da Uber em São Francisco e em Los Angeles. Uma das razões que levou a empresa a verificar essa alternativa é a acessibilidade, já que uma mesma rota pode receber tarifas diferentes dependendo das condições do tráfego e do número de passageiros e motoristas em uma mesma região.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Isso permitirá à Uber ter mais controle sobre o gerenciamento de demandas também, o que poderá aliviar um pouco os motoristas nas fatídicas “horas do rush”. Vale ressaltar, porém, que o recurso está em testes, e não se sabe ainda se ele ser integrado de fato ao app. Além do mais, este recurso funciona de uma maneira diferente do Express Pool – este último pode reduzir as tarifas em até 75% caso o passageiro esteja disposto a caminhar até duas quadras para encontrar-se com o motorista, facilitando assim a viagem compartilhada.

Fonte: Digital Trends

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.