Uber encerra setor de carros autônomos e demite 300 funcionários no Arizona

Por Wagner Wakka | 23 de Maio de 2018 às 16h40
TUDO SOBRE

Uber

Há dois meses, a Uber foi notícia por conta de um acidente com um de seus carros autônomos, que matou uma pessoa nos Estados Unidos. Agora, a empresa está finalizando o programa de autonomia no Arizona. A informação é do site AZCentral, do estado norte-americano, o qual relata que cerca de 300 funcionários do setor de pesquisa da Uber foram notificados sobre demissão.

Segundo o site, os motoristas de testes de carros autônomos da Uber não trabalhavam desde o acidente, embora estivesse recebendo salário mesmo assim. A proposta é de que a empresa passe a continuar seus testes em Pittsburgh, após a conclusão do inquérito do acidente.

A empresa tem escritórios de engenharia no local e também em São Francisco. "Estamos comprometidos com a tecnologia autônoma e esperamos voltar às vias públicas em um futuro próximo", disse a empresa em comunicado ao site. "Enquanto isso, continuamos focados em nossa análise de segurança de cima para baixo”.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A empresa também informou que “trouxe” Christopher Hart, ex-presidente da National Transportation Safety Board (NSTB), organização independente que investiga acidentes no país, para colaborar com medidas de segurança para a tecnologia. Embora tenha finalizado os testes de carros autônomos no Arizona, a Uber vai continuar com o serviço tradicional com motoristas na região. Ao todo, são 550 pessoas que trabalham no escritório em Phoenix.

A empresa optou por fazer os testes no Arizona depois de conflitos com políticos na Califórnia. Por este motivo, Pittsburgh, na Pensilvânia, é a primeira opção da Uber para novos testes. Em 2015, quando a empresa chegou ao Arizona, foi motivada pelo governador Doug Ducey, que dizia que o estado estava “pavimentando o caminho para uma nova tecnologia e um novo negócio”.

Nesta quarta, ele mudou o tom: “o foco do governador sempre esteve no que é melhor os habitantes do Arizona e para a segurança pública, não para qualquer empresa”, informou o porta voz de Ducey. A Uber ainda está suspensa de fazer testes no estado.

Acidente

Em março, um carro autônomo em testes da Uber atingiu e matou uma mulher de 49 na cidade de Tempe, no Arizona. Este é primeiro caso de acidente com um carro autônomo que resulta em morte.

Uma investigação preliminar da polícia de Tempe concluiu que a “culpa” não foi da tecnologia. Na visão da polícia, o acidente não poderia ter sido evitado nem mesmo por um condutor humano, em condições normais de tráfego, devido à forma como a vítima invadiu a pista a bordo de uma bicicleta carregada de sacolas de compras. A investigação foi baseada em imagens do carro e de câmeras de segurança da região.

Após o acidente, a Uber resolveu renovar a licença para testes na Califórnia.

Fonte: AZ Central

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.