Toyota usa IA para impedir que motorista confunda o acelerador com o freio

Por Felipe Demartini | 03 de Fevereiro de 2020 às 09h30
Matheus Argentoni/Canaltech
Tudo sobre

Toyota

Saiba tudo sobre Toyota

Ver mais

A Toyota anunciou nesta segunda-feira (3) a implementação de um sistema de segurança que vai usar inteligência artificial para detectar quando o motorista pisou sem querer no acelerador. Usando Big Data, a tecnologia será capaz de entender a situação do veículo em um determinado momento e, se necessário, ignorará o pressionamento do pedal, um recurso que, acredita, deve resolver as situações em que ele é confundido com o de freio.

A função deve chegar aos veículos da marca no segundo semestre de 2020, inicialmente somente no Japão. É lá, inclusive, que está boa parte do público-alvo dos novos recursos, os idosos, mais propensos a cometerem esse tipo de erro em situações de tensão, acabando por causarem acidentes graves ou danos ao patrimônio que, com a tecnologia, a Toyota espera evitar.

De acordo com dados do governo japonês citados pela Toyota na revelação da novidade, essa é uma das principais causas de acidentes no país. 15% dos casos fatais de colisão em 2018 envolveram motoristas com mais de 75 anos de idade, um total que está crescendo na mesma medida em que as autoridades realizam programas de conscientização, reciclagem e entrega voluntária documentos de habilitação.

A chamada “função de supressão do acelerador” deve, aos poucos, chegar a outros países do mundo, passando também por reformulações regionais quando necessário. O recurso passa a fazer parte de um pacote completo de soluções de segurança da Toyota, que também inclui mecanismos de acionamento automático dos freios em caso de emergência e alertas quando o motorista sai da faixa em que estava de forma errática.

Aos poucos, a empresa também aplica a inteligência artificial e suas pesquisas em direção autônoma aos veículos de passeio. É o caso, por exemplo, de sensores que reconhecem pedestres e obstáculos à noite ou ferramentas de piloto automático para vias bem sinalizadas, que estão presentes em alguns dos carros da marca desde 2018. O novo sistema, segundo a Toyota, será alimentado a partir dos carros conectados e destes estudos, mas estará presente mesmo naqueles que não possuem tais características.

Ainda falando sobre autonomia veicular, no evento desta segunda-feira, a empresa também anunciou sua participação nas Olimpíadas de Tóquio como patrocinadora exclusiva de mobilidade. A Toyota usará os veículos e-Palette, um conceito de cápsulas que se dirigem sozinhas em baixa velocidade, para transportar atletas e equipes esportivas das vilas de habitação para os locais de competição durante a realização do evento.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.