Tesla oferece teste gratuito de sistema semiautônomo para seus clientes

Por Wagner Wakka | 09 de Agosto de 2018 às 22h40
photo_camera Divulgação/Tesla
TUDO SOBRE

Tesla

Há uma semana, durante apresentação do relatório anual da Tesla para investidores, o CEO da empresa, Elon Musk, informou que haveria grandes anúncios sobre o sistema de direção autônoma de seus carros. O primeiro passo disso é que a companhia passou a oferecer um teste gratuito de 14 dias para seus clientes do Autopilot, o sistema de direção semiautônoma do carros Tesla.

Segundo levantado pelo site Electrek e confirmado pelo Business Insider, os clientes poderão testar a tecnologia a partir da atualização do sistema de software para a versão 2018.28.1. Durante estes 14 dias, é possível escolher se quer dirigir com o sistema ou não, bem como resolver não utilizá-lo de vez.

Atualmente, são poucas informações reveladas sobre as capacidades do Autopilot. Confirme disse Stuart Bowers, vice-presidente de engenharia da Tesla, na mesma apresentação para investidores, uma das funções do sistema é conseguir mudar de faixa automaticamente para o usuário.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Embora essa função pareça não tão significativa, isso possibilita que o carro ajude o usuário a escolher uma saída de acordo com um destino programado. A ideia é que o veículo resolva o problema humano de não saber quais vias pegar em um truncado sistema complexo de entradas e saídas como acontecem nas grandes metrópoles e estradas.

Ainda, é importante lembrar que o sistema não é completamente independente do motorista, de forma que é preciso continuar com as mãos no volante mesmo com o Autopilot ligado. Assim, o dispositivo também é capaz de ajudar o motorista a manter o carro na pista, controlar a velocidade de acordo com a via e com outros veículos em volta, bem como estacionar automaticamente em quaisquer tipos de vagas.

Apesar dos avanços e promessas, a Tesla enfrenta um problema em relação à tecnologia. Desde 2016, quando a companhia começou a testar seus carros autônomos, alguns acidentes foram causados pela tecnologia. A questão é que a empresa ainda não conseguiu resolver o problema de que seus motoristas simplesmente esquecem do volante com o sistema ligado.

Em julho de 2016, por exemplo, um motorista morreu nos Estados Unidos por conta do sistema. Segundo investigações, ele estaria assistindo a um filme de Harry Potter no momento do acidente. A Tesla levou a culpa pelo ocorrido, sendo que Conselho de Segurança no Transporte dos Estados Unidos disse que não havia monitoramento suficiente sobre a atenção do piloto.

Mesmo sobre tantas críticas, a empresa ainda não informou como pretende modificar este cenário, reforçando apenas que o sistema não garante que o motorista possa tirar as mãos do volante, sugerindo que mantenha a atenção na estrada mesmo com o Autopilot.

Fonte: Business Insider, Tesla, Electrek

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.