Acidente fatal com Tesla Model S preocupa autoridades norte-americanas

Por Redação | 01 de Julho de 2016 às 09h39

A Administração de Segurança no Trânsito de Rodovias dos Estados Unidos, ou NHTSA, está investigando uma colisão fatal envolvendo um Tesla Model S, com seu modo semiautônomo ativado, e uma carreta de grande porte. É a primeira vez que um acidente de tal gravidade foi associado ao sistema de pilotagem semiautônoma inserido no veículo em 2014.

De acordo com a Tesla, o Model S estava percorrendo uma via de mão dupla quando a carreta atravessou um cruzamento perpendicular de encontro ao carro; tanto o piloto quanto o sistema de pilotagem semiautônoma do veículo, ativado no momento da colisão, não acionaram os freios. A fabricante acredita que a similaridade entre as cores da carreta e do céu brilhante impediram o sistema de detectar o obstáculo e frear o carro automaticamente. O motorista do veículo, infelizmente, veio a óbito no momento do impacto.

Tesla Model S 2016 (Computador de Bordo)

Foto: Divulgação/Tesla

Devido a altura da carreta, os danos mais sérios ao veículo ocorreram na altura do para-brisas. A parte frontal do Model S não atingiu nenhum obstáculo e, por causa disso, a Tesla acredita que o carro não sofreu de nenhuma pane nos seus sistemas, mas sim interpretou a carroceria branca da carreta como parte do céu claro e brilhante que fazia naquela manhã. O acidente, ocorrido no dia 7 de maio deste ano, tirou a vida de Joshua Brown, que tinha 40 anos de idade.

Embora não se saiba quais eram as condições do motorista no instante da colisão, a morte de Joshua chamou atenção para os casos de outros motoristas que dormem ao volante dos seus Teslas, principalmente enquanto o sistema de pilotagem automática está habilitado. Joshua era um usuário frequente do fórum dedicado a Tesla no Reddit, e, poucos dias antes do fatídico acidente, chegou a postar um vídeo em que mostrava seu sedã desviando de um caminhão com a ajuda do sistema de pilotagem.

Na época, o vídeo foi compartilhado pelo próprio Elon Musk em seu perfil oficial do Twitter. Você pode ver as imagens logo abaixo:

O modo auto-piloto está presente no Tesla Model S desde uma atualização de software lançada para o carro em 2014. A fabricante alerta, no entanto, que a função ainda está em fase de testes e que, por isso, o motorista só deve usá-la se estiver em condições de assumir o controle do veículo caso algo dê errado.

Em uma nota oficial divulgada à imprensa na semana do acidente, a Tesla afirmou que Joshua era um amigo da empresa e um parceiro da comunidade dos carros elétricos. "Uma pessoa que passou a sua vida focada em inovação e na promessa da tecnologia, alguém que acreditava na missão da Tesla". A fabricante também prometeu colaborar com as investigações de todas as formas possíveis.

Fonte: Engadget

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.