Rastreamento via satélite pode ser a solução para sumiço de aviões

Por Redação | 22 de Setembro de 2016 às 22h41

É difícil compreender o fato de uma aeronave desaparecer sem deixar vestígios, mas acredite: fatos misteriosos como este não param de aterrorizar passageiros e companhias aéreas — simplesmente porque eles acontecem, a exemplo do voo da Malaysia Airlines, em 2014. Dadas as dificuldades de entender o motivo de tais sumiços, duas empresas do ramo começaram a buscar uma solução que poderia colocar um ponto final nessa história toda: os satélites de monitoramento de aviões.

Em vez de aviões enviarem dados de localização às torres de comando situadas no solo, como já acontece atualmente, estas informações seriam enviadas diretamente aos satélites a partir de um sistema chamado Aireon GlobalBeacon — uma tecnologia que está sendo desenvolvida juntamente com o serviço de rastreamento aéreo FlightAware. E os resultados dessa empreitada podem surgir já em 2018, plenamente funcionais.

O GlobalBeacon empregará satélites de baixa órbita da companhia Iridium Communications. Assim, o sistema conseguirá informar às companhias aéreas sobre detalhes de suas aeronaves em tempo real, pela internet. A nova investida, inicialmente, tinha como objetivo oferecer aos controladores de tráfego aéreo uma maneira de aumentar sua eficiência enquanto traça rotas, mas os planos acabaram se tornando mais específicos em virtude da realidade que amedronta toda empresa de aviação civil.

Quase pioneiro

Uma outra ferramenta de rastreio de aviões pela internet já foi proposta pela Panasonic Avionics: o AirMap. No entanto, este sistema oferece alertas para eventos como turbulência, quedas súbitas de altitude ou desvios de rota. O AirMap também permite que uma companhia aérea estabeleça contato com um de seus aviões através de mensagens de voz ou de texto, com updates que funcionam quase em tempo real.

Fonte: Reuters

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.