Primeiro acidente fatal com carro autônomo da Tesla: novos detalhes sobre o caso

Por Redação | 01.07.2016 às 21:45
photo_camera fortune.com

Nesta quinta-feira (30), a Tesla emitiu um comunicado lamentando a morte de Joshua Brown, 40 anos, nos Estados Unidos. O homem foi a primeira vítima fatal em um acidente de trânsito ao utilizar o piloto automático do Model S da Tesla.

De acordo com a companhia, os sensores aparentemente não detectaram a presença de um enorme caminhão, causando a colisão em alta velocidade. O acidente, que aconteceu no dia 7 de maio deste ano, no entanto, tem ganhado destaque apenas agora, principalmente por conta de uma série de detalhes revelados pela polícia norte-americana.

Segundo os investigadores, durante a perícia foi encontrado um aparelho DVD no carro, e as informações dizem que o condutor estava assistindo a Harry Potter no momento do acidente. O fato é que independentemente da distração, a Tesla deixa claro que o piloto automático "é um acessório de assistência que requer que o motorista fique com as mãos no volante o tempo todo", sendo essencial se manter atento ao trânsito mesmo utilizando o recurso.

Os advogados da família da vítima divulgaram um mensagem nesta sexta-feira (1) dizendo que a família está cooperando com as investigações e que "espera que as informações obtidas a partir desta tragédia possam colaborar para uma maior inovação que melhore a segurança de todos nas estradas".

Um mês antes do acidente, Joshua Brown postou um vídeo elogiando o piloto automático da Tesla, dizendo que a tecnologia foi responsável por evitar um acidente com um caminhão. Confira.

Fonte: Gizmodo