Primeira ministra francesa quer transformar usina nuclear em fábrica da Tesla

Por Redação | 10 de Abril de 2016 às 23h48
photo_camera Reprodução/BGS

O que você faria com uma usina nuclear prestes a ser desativada? Se você for um político, talvez queira resolver o problema do corte de empregos que será gerado com o fechamento do local com a abertura de uma nova oportunidade de negócios no país. Pelo menos, essa é a ideia da chefe do Ministério de Energia da França, Ségolène Royal, que tem a Tesla Motors como parceira ideal para a iniciativa.

A Tesla tem pensado em produzir seus carros na Europa já há algum tempo, e uma maneira de resolver essa questão é estabelecer uma parceria como a proposta pela ministra francesa. Royal acredita que a usina nuclear de Fessenheim, localizada na região da Alsácia, perto da fronteira com a Alemanha, seria perfeita para ser transformada em uma fábrica da Tesla.

A ideia foi mencionada por Royal para o CEO da empresa, Elon Musk, durante um encontro ocorrido nas últimas semanas e, segundo ela, "ele não disse não". De acordo com a agência Reuters, representantes da Tesla devem se encontrar com Royal ainda este mês para dar continuidade à conversa.

A usina é a mais antiga da França, comissionada em 1977. Embora o presidente francês François Hollande esteja determinado em fechá-la, moradores locais são contra a ideia com medo de perderem postos de trabalho. Transformar a usina em fábrica de carros resolveria o problema.

Na Europa, a Tesla tem uma pequena fábrica na Holanda que executa principalmente retoques finais nos carros da empresa destinados ao mercado europeu. A companhia de Musk vai precisar aumentar, e muito, sua produção nos próximos anos se quiser entregar todas as encomendas que estão sendo feitas para o novo veículo da empresa.

Atualmente, a França oferece um bônus de US$ 11 mil (cerca de R$ 39 mil) para motoristas que substituam seu carro antigo por um veículo movido à eletricidade.

Via Venture Beat