Piloto automático da Tesla ajuda motorista a chegar ao hospital

Por Redação | 08 de Agosto de 2016 às 18h25

Enquanto o sistema de direção autônoma dos carros da Tesla Motors permanece sob análise devido a potenciais riscos para a segurança dos motoristas, ele também pode ter ajudado a salvar a vida do americano Joshua Neally. O homem de 37 anos sofreu uma embolia pulmonar enquanto voltava para casa de seu trabalho e utilizou o piloto automático de um Model X para chegar rapidamente até o hospital.

O caso aconteceu na última semana em Branson, no estado de Missouri. Neally conta que começou a sentir fortes dores e falta de ar enquanto seguia para sua residência em uma autoestrada. Com os sintomas se tornando cada vez mais graves, ele não teve dúvidas; ligou o sistema de direção autônoma e seguiu por cerca de 32 quilômetros até deixar a rodovia, chegando até as proximidades de um hospital, onde continuou o trajeto dirigindo.

Para o motorista, essa atitude salvou sua vida, uma vez que ele acredita que nem mesmo seria capaz de chamar uma ambulância, que levaria mais tempo para chegar ao local. Usar a tecnologia para salvar a própria vida foi uma ação instintiva, afirmou Neally, que conseguiu chegar em segurança ao hospital. Os sintomas de embolia pulmonar, causada por um coágulo que entope artérias do pulmão envolvem falta de ar e fortes dores no peito, prejudicando os movimentos. Uma ação médica imediata, entretanto, pode salvar a vida de um paciente.

O sistema de piloto automático da Tesla Motors possui uma função voltada justamente para lidar com situações desse tipo. Caso detecte que o motorista não está respondendo durante uma pilotagem autônoma, o carro liga suas luzes de alerta e entra em modo de segurança, desacelerando gradativamente e tentando chegar até a lateral da pista, onde garante a proteção não apenas de quem está em seu interior como também de outros motoristas da via.

Neally havia comprado seu Model X apenas semanas antes do incidente, e disse que, desde antes, já achava a tecnologia de direção autônoma algo maravilhoso. Agora que ela pode ter salvado sua vida, entretanto, ele acredita que casos como esse podem acontecer com mais frequência, e diz não saber o que poderia ter acontecido caso estivesse em um carro convencional.

O caso aparece como um contraponto a uma investigação em curso pelas autoridades americanas, após um veículo da Tesla Motors ter atingido um caminhão que atravessava uma estrada na Florida, matando o motorista. Conclusões preliminares, entretanto, apontam que a vítima estaria desatenta à estrada, algo que vai contra as normas de segurança da montadora, assistindo a um filme no momento do acidente.

Fonte: NBC KY3