Pesquisadores estão desenvolvendo barcos autônomos para os canais de Amsterdã

Por Redação | 20 de Setembro de 2016 às 15h01
photo_camera Reprodução

A partir do ano que vem, a categoria dos veículos autônomos deve conquistar ainda mais uma modalidade: os canais de Amsterdã.

Um grupo de pesquisadores está desenvolvendo barcos autônomos apelidados de "roboats", um trocadilho em inglês com as palavras "robô" e "barco", que deverão transportar pessoas e cargas através dos canais da capital holandesa - que tem quase um quarto de sua área coberta por água.

O projeto é resultado de uma parceria entre o Departamento de Estudos e Planejamento Urbano do Massachusetts Institute of Technology (MIT) com o Instituto de Soluções Metropolitanas Avançadas de Amsterdã e deve levar cinco anos até ser concluído.

Além de meio de transporte, a ideia é que os roboats também sejam utilizados para uma série de outras tarefas: desde infraestrutura temporária para a cidade, funcionando como pontes ou plataformas sob demanda, até para medição da qualidade da água ou para resgate dos milhares de objetos que caem todos os anos nos canais.

Os roboats deverão ser os primeiros barcos autônomos a serem utilizados dentro de uma área metropolitana, ainda que o setor de automação de veículos marítimos esteja crescendo há algum tempo. Para os desenvolvedores, a principal vantagem desses barcos é que eles seriam mais seguros do que aqueles dirigidos por humanos.

O próximo passo necessário, no entanto, seria estabelecer as regras e regulações para esse tipo de transporte autônomo - o que deve acontecer mais rápido do que com carros autônomos, já que barcos transportariam, na maior parte do tempo, cargas e não passageiros.

Fonte: Quartz

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.