Órgãos reguladores investigam falhas no sistema automático de frenagem da Jeep

Por Redação | 19 de Junho de 2015 às 13h50

Com todo o hype em torno dos carros autônomos, é preciso lembrar que ainda existem alguns pontos considerados básicos na direção tradicional que ainda precisam ser aprimorados, como, por exemplo, o sistema de freios automático.

Atualmente, órgãos reguladores de segurança automotiva dos Estados Unidos estão investigando reclamações sobre os sistemas automáticos de frenagem do Jeep Grand Cherokee 2014 e outros veículos, que seriam ativados sem nenhum motivo aparente.

Há cerca de uma dúzia de queixas apresentadas à Administração Nacional da Segurança do Tráfego Rodoviário dos Estados Unidos, onde motoristas alegam que seus freios automáticos foram acionados mesmo sem nenhuma evidência de perigo no percurso.

As queixas abrangem "múltiplos eventos em diferentes locais e condições de estrada", e em duas das reclamações os motoristas observaram que "não havia objetos na via". "Os consumidores alegam incidentes de alertas aleatórios de proximidade de colisão seguidos da frenangem automática inadequada", diz o relatório. Apesar do problema, não existe nenhum relato de acidente ou lesão relacionado a falha.

Essa não é a primeira vez que uma montadora fica sob investigação devido a problemas no sistema automático de frenagem. Veículos da Fiat, Chrysler, Honda e General Motors também já foram objetos de queixas semelhantes. No início deste ano, por exemplo, a Honda precisou realizar um recall de mais de 48 mil veículos após o sistema de frenagem automática ser erroneamente ativado quando o veículo se aproximava de um guard rail ou cerca de metal. Em 2012, a Nissan também enfrentou problemas semelhantes com o Nissan Infiniti JX35.

Se compararmos a quantidade de reclamações com os 630 mil veículos vendidos anualmente nos Estados Unidos, veremos que ela pode ser considerada baixa, o que indica que o problema é raro. Fato é que ainda há muito trabalho a ser feito para garantir uma operação precisa por parte do computador de bordo e dos sistemas automatizados dos veículos para evitar erros e confusões desse tipo.

Fonte: The Wall Street Journal

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.