O motorista americano não vê carros autônomos com bons olhos, diz pesquisa

Por Redação | 12.04.2016 às 17:00
photo_camera google

Uma pesquisa realizada pelo AAA Foundation for Traffic Safety revelou que muitos americanos não concordam com a ideia de veículos autônomos dirigindo pelas cidades: cerca de 75% deles não confiariam suas vidas à tecnologia de um carro sem um motorista humano, 20% estão de acordo com a ideia, enquanto os outros 5% afirmam não terem uma opinião definida no momento. Os dados levantados em janeiro deste ano foram coletados por meio de um questionário online respondido por quase 2 mil motoristas nos Estados Unidos, todos com idades acima dos 18 anos.

É certo que ainda estamos um pouco longe da tecnologia e estrutura ideal para termos carros completamente independentes andando por aí, entretanto, a pesquisa realizada pela fundação também englobou os dispositivos de segurança que ajudam no controle do automóvel. Nesse quesito, as opiniões ficaram bem divididas com metade dos motoristas acreditando na eficácia de sistemas como o controle de velocidade, alerta de mudança de faixa e frenagem automática. Mas apenas 36% deles afirmaram confiar nos sistemas de estacionamento automático dos carros.

Tesla Model S Autônomo

O Tesla Model S pode conduzir-se na pista e até mesmo trocar de faixa sozinho

Obviamente, quando se fala de quem já usou algum desses equipamentos o número pula mais 25-30% para aqueles que confiam na tecnologia. Porém, a pesquisa também revelou que quem não tem esses sistemas hoje não pretende pagar mais para tê-los em seus próximos automóveis.

Os idosos afirmam que a segurança é o principal motivo para eles adquirirem esses sistemas, enquanto as mulheres dizem que a condução se torna menos estressante com as tecnologias assistivas. Para aqueles que são totalmente contrários às tecnologias de condução autônomas ou semi-autônomas, o argumento costuma ser sempre o mesmo: os motoristas mais velhos acreditam que dirigem melhor do que qualquer robô, enquanto os mais jovens se recusam a pagar mais por algo que julgam "desnecessário".

Embora a rejeição pareça grande, ainda mais sob os olhos de quem já conhece os benefícios dos sistemas de segurança, é visível que quem usa algum deles costuma reconsiderar adotá-los em seus próximos veículos. Tanto as tecnologias assistivas quanto a própria condução autônoma devem estar cada vez mais presentes, e por isso é de se esperar que esse tipo de pensamento mude, e não só nos EUA.

Via Tech Crunch

Fonte: ,