Novo piloto automático da Tesla está indo bem, mas não será liberado em 2016

Por Redação | 22.12.2016 às 13:07

A Tesla está fazendo avanços no seu sistema de direção semiautônomo, de acordo com o CEO da montadora, o bilionário Elon Musk. A versão melhorada do piloto automático da empresa vai contar com uma rede neural avançada, e é aí que a Tesla tem feito progressos interessantes.

O chamado Tesla Vision é uma parte fundamental para que alguns novos recursos funcionem, entre eles a identificação mais precisa de objetos na pista que devem ser evitados. A tecnologia depende do processamento de imagem por meio de uma rede neural onboard para que isso aconteça.

De acordo com Musk, essa rede neural está "funcionando bem" e agora a empresa está validando sua eficácia em uma "ampla gama de ambientes", o que significa que os veículos de testes da Tesla ainda devem circular por aí durante mais algum tempo.

Diferente do prometido, parece que a nova versão do piloto automático não ficará pronta antes de 2016 acabar, mas é provável que no início do próximo ano os motoristas ansiosos consigam receber a atualização do sistema.

O que vai mudar

A atualização do Autopilot também transformará o sistema de radar dos veículos em uma fonte primária de informação para os recursos de autocondução. Um radar foi adicionado a todos os veículos de Tesla em outubro de 2014 como parte do conjunto de hardware do piloto automático, mas só foi concebido para ser um sensor adicional para o sistema de câmera.

Após avaliar algumas situações, a Tesla decidiu usá-lo como um sensor de controle primário, sem exigir a câmera para confirmar reconhecimento de imagem visual. Com a ajuda do hardware, o novo piloto automático permitirá ações como mudança automática de faixa, manter a velocidade adequada para as condições de tráfego e para os limites da via, saída automática da rodovia quando a saída de destino se aproxima, estacionamento inteligente quando uma vaga se aproxima, entre outras coisas.

O update é um avanço na tecnologia da Tesla, que em 2017 pretende alcançar o nível 5 de autonomia em seus veículos, o que significa que eles conseguirão andar por aí sem o auxílio direto do motorista em todos os tipos de estrada e em todas as condições meteorológicas.

Via Tech Crunch