Hyperloop poderá ser construído na Europa após acordo da HTT com Eslováquia

Por Redação | 11 de Março de 2016 às 08h38
photo_camera HTT

Imagine gastar apenas oito minutos para fazer uma viagem de 70 quilômetros entre a Bratislava, na Eslováquia, e Vienna, na Áustria. É o que acontecerá se os planos da Hyperloop Transportation Technologies, empresa responsável pela construção do sistema de transporte capaz de viajar a uma velocidade de 1.220 km/h, se concretizarem.

O conceito do Hyperloop foi idealizado por Elon Musk, o magnata dono da Tesla e da SpaceX, e a HTT acaba de anunciar um acordo com o governo da Eslováquia. Se der certo, a parceria resultará no início da construção de um sistema para possibilitar o funcionamento do Hyperloop na Europa, ligando as cidades de Bratislava, Vienna e Budapeste, na Hungria.

Hyperloop

A imagem compara a velocidade em milhas por hora entre carros, trens, aviões e o Hyperloop (Reprodução: Divulgação)

“A Eslováquia é um líder tecnológico na indústria automotiva, na ciência e no mercado energético, e muitas dessas áreas estão ligadas ao sistema do Hyperloop”, disse Dirk Ahlborn, CEO da HTT, que acredita que levar o Hyperloop à Eslováquia incentivará a inovação no continente europeu. De acordo com Bibop Gresta, COO da companhia, “em 1986 o primeiro sistema elétrico de transporte subterrâneo foi construído em Budapeste e em 1914 a primeira ferrovia elétrica entre a Bratislava e Vienna foi criada. A Eslováquia continua confirmando sua posição como um dos países mais visionários no que diz respeito a abranger inovações como o sistema de transportes Hyperloop”.

Para o Ministro da Economia eslovaco, “ter o Hyperloop na Europa cortaria substancialmente as distâncias entre as cidades de uma maneira sem precedentes". "Um sistema de transportes desse tipo redefiniria o conceito de viajar e incentivaria a cooperação entre fronteiras no continente”, acredita.

Mas o que é exatamente o Hyperloop?

Elon Musk elaborou o conceito do Hyperloop em 2013 com a ambição de criar um sistema de transporte capaz de mudar a forma como viajamos entre cidades. Esse sistema, além de encurtar essas viagens, ajudaria a reduzir os danos ambientais causados pela queima de combustíveis usados nos sistemas de transportes atuais.

Em suma, o Hyperloop funciona em uma espécie de cápsula de alumínio que circula dentro de tubos pneumáticos podendo atingir uma velocidade de 1.200 km/h - algo mais ou menos como concebido no desenho “Os Jetsons”, em que os personagens usavam tubos à vácuo para se mover em torno dos prédios.

O sistema será abastecido por um tipo de energia renovável e será capaz de gerar um excedente de energia solar, eólica e cinética que poderia ser repassado para a rede pública, por exemplo, tornando o serviço ainda mais lucrativo.