Fábrica da Jeep inicia testes com 5G  no Brasil em parceria com TIM e Accenture

Fábrica da Jeep inicia testes com 5G no Brasil em parceria com TIM e Accenture

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 27 de Outubro de 2021 às 21h30
Divulgação/ Stellantis

A Stellantis, empresa responsável pela Fiat, Jeep, Peugeot e Citroën, anunciou uma parceria com a operadora de telefonia TIM e a consultoria Accenture para iniciar a implementação de um projeto com conexão 5G na fábrica da Jeep em Goiana/PE. Trata-se de um modelo de gestão do ambiente industrial que envolve uma rede privada, inteligência artificial e cloud computing.

O projeto-piloto, que levou três meses para ser implantado, foi elaborado pelas três companhias e já está integrado ao chão de fábrica. A TIM foi escolhida como a provedora de telecomunicações responsável por fornecer a infraestrutura e rede 5G, implantando o núcleo de rede SA (standalone) na nuvem pública, constituindo um ambiente digital integrado. A função da Accenture é integrar essa rede com recursos de automação de imagem e análise de vídeo de seus ativos Solutions.AI for Processing para melhorar a segurança e a qualidade da produção de automóveis na fábrica.

Na prática, o sistema fará leituras das etiquetas em cada um dos carros e, por meio dos sistemas de inteligência artificial, poderá identificar eventuais falhas na produção e até mesmo quais itens foram instalados em determinado veículo. Após a fixação das etiquetas de identificação do veículo em sua traseira, uma câmera captura imagens durante o trânsito do carro ao longo da linha de produção e, utilizando a arquitetura baseada no 5G, transmite os dados em tempo real para a Solutions.AI for Processing em operação na nuvem.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: Divulgação/ Stellantis)

O mencionado software de inteligência artificial verifica a conformidade da sigla e informa aos operadores de inspeção de qualidade seu resultado em tempo real para a liberação ou não do veículo. Ao final, indicadores de performance orientam os gestores quanto à qualidade do processo de montagem. Com isso se tem mais controle sobre todos os itens que estão instalados no carro, como os opcionais, por exemplo.

"Este é o primeiro passo para tornar o Polo Automotivo Stellantis de Goiana a primeira planta industrial do setor integrada com base na tecnologia 5G. É uma conquista que confirma a vocação da Stellantis para a inovação com foco na satisfação do cliente. Queremos estar na vanguarda da nova tecnologia e das possibilidades trazidas pelo 5G", afirma Antonio Filosa, presidente da Stellantis para a América Latina, em comunicado enviado à imprensa.

(Imagem: Divulgação/ Stellantis)

Segundo a Stellantis, os aprendizados sistematizados nesta etapa inicial serão utilizados em um segundo projeto-piloto mais complexo, que começa a ser implantado ainda no mês de novembro. O tema escolhido é o tráfego de AGVs (Automated Guided Vehicles). A tecnologia controlará a movimentação dos carrinhos automáticos, dispensando a instalação de trilhos físicos ou magnéticos no piso.

Esse vindouro projeto mais avançado testará e empregará o tráfego veloz de dados através da rede 5G, aproveitando seus diferenciais de eficiência, como altas velocidade, confiabilidade e baixíssima latência, além de alta taxa de transferência de dados.

A fábrica da Stellantis em Goiana/PE é responsável pela produção da picape Fiat Toro e dos SUVs Jeep Renegade, Jeep Compass e Jeep Commander.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.