EUA consideram como motorista a IA dos carros autônomos do Google

Por Redação | 11.02.2016 às 08:12
photo_camera Reprodução/Google

É de conhecimento geral o fato de que os carros autônomos do Google (ou de qualquer outra companhia) são guiados por um computador - mais especificamente, uma inteligência artificial. Mesmo que seus condutores não sejam exatamente indivíduos - muito menos humanos -, o National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA), órgão responsável pela administração de tráfego das rodovias dos Estados Unidos, anunciou que passará a considerar as IAs dos veículos como motoristas autênticos.

“Concordamos que os carros autônomos do Google não terão um motorista no sentido tradicional de como víamos nos veículos pelos mais de cem anos que já se passaram. A próxima questão é quando e como a gigante das buscas vai se certificar de que ela [a IA] corresponde a um padrão desenvolvido e designado para ser aplicado a um veículo como um motorista humano”, relatou o órgão em um comunicado.

carro autônomo Google

Mas o que isso significa? Bom, primeiramente, significa que os carros autônomos estarão livres para circular pelas cidades à vontade, obedecendo às mesmas leis de trânsito impostas aos motoristas humanos. E com o apoio do NHTSA, é possível que outras companhias também consigam liberar novos veículos dirigidos por inteligências artificiais para o uso comercial em breve.

Contudo, o processo burocrático para permitir a circulação desses veículos no país ainda deve levar meses, ou até mesmo anos.

Fonte: Reuters