Elon Musk reconhece falhas da Tesla e promete corrigi-las

Por Redação | 01.06.2016 às 07:37
photo_camera Divulgação

Nesta terça-feira (31), Elon Musk, CEO da Tesla, se reuniu com os acionistas da Tesla Motors em Mountain View, Califórnia. Entre discursos sobre as memórias da empresa e agradecimentos aos parceiros e colaboradores que ajudaram em seu crescimento, o executivo falou sobre as falhas e os desafios que a montadora enfrentará nos próximos anos.

Durante o evento, Musk afirmou que acreditava que a companhia tinha apenas 10% de chance de sucesso na época de sua fundação, e, humildemente, revelou que não sabia exatamente o que estava fazendo. De qualquer forma, o executivo optou por correr o risco, pois acreditava que a Tesla poderia ter um efeito positivo sobre o mundo.

Um dos principais assuntos levantados por Musk no encontro foi a promessa de fazer um trabalho melhor pela empresa. Sobre o assunto, o CEO garantiu que duas atualizações de software estão a caminho para os carros Model X, visando a correção de alguns problemas apresentados nas portas "asas de gaivota" do SUV elétrico.

Ainda em seu discurso, o executivo bilionário prometeu que o Model 3, que começará a ser entregue no próximo ano, não apresentará problemas semelhantes, já que, por ser um veículo que visa a popularidade, foi especificamente projetado para ser simples de produzir. Na busca pela melhoria de desempenho, o executivo afirmou que, no momento, ao invés de pensar em novos lançamentos, se concentrará no processo de fabricação de seus carros.

Como a Tesla está trabalhando para aumentar a sua capacidade de produção para 80 mil veículos até o final do ano, Musk disse estar "pensando muito sobre a importância da máquina que está fazendo a máquina", conceito de extrema importância, já que a companhia tem de lidar com a crescente demanda do público.

Fonte: CNN Money