Cidade chinesa de Wuhu será a primeira do mundo a adotar direção autônoma

Por Redação | 17 de Maio de 2016 às 11h44

A medida que o tempo passa, a tecnologia de automóveis sem motorista vai se aproximando de se tornar realidade para a sociedade. Prova disso são os planos ambiciosos da empresa chinesa Baidu, que apresentou a possibilidade de introduzir carros autônomos o mais breve possível na cidade de Wuhu, no leste da China. O plano prevê uma lenta inserção de carros, vans e ônibus autônomos no prazo máximo de cinco anos. Por questões de segurança, inicialmente não haverá passageiros nos veículos.

As viagens realizadas no período inicial de introdução dos veículos autônomos servirão para refinar a tecnologia utilizada. Com o tempo, os trajetos de teste serão expandidos e os passageiros poderão trafegar nos veículos. O objetivo é que, de maneira segura, a cidade de Wuhu, de aproximadamente 700 mil habitantes, seja a primeira região do mundo a adotar a direção autônoma. "Essa é a primeira cidade corajosa, ousada e inovativa o suficiente para testar a direção autônoma", afirmou o encarregado do programa de carros sem motorista da Baidu, Wang Jing.

Jing deixou claro que, durante a primeira fase, apenas áreas restritas da cidade serão utilizadas para testar os ônibus, vans e carros. Essa fase deverá durar cerca de três anos. Depois disso, as áreas serão expandidas e o serviço comercializado para os habitantes da cidade. Ao término dos cinco anos iniciais previstos para os testes, toda a cidade deverá comportar a circulação de veículos autônomos em meio a outros veículos guiados por humanos.

De acordo com o executivo da Baidu, a cidade chinesa quer utilizar os automóveis autônomos por acreditar que eles são uma maneira eficiente de transportar pessoas e mercadorias. De acordo com ele, o modelo atual, de várias famílias possuindo carros, é um desperdício de recursos, visto que a maioria dos carros privados passam a maior parte do tempo parados. "Estamos tentando passar a experiência e dados para o governo central para que eles possam ver os benefícios. Isso tornará mais fácil para nós levar (o projeto) para outras cidades na China. Esperamos que esse seja o ponto de inicial para levar isso para outros países", disse Jing.

Em parceria com a montadora alemã BMW, a Baidu tem desenvolvido sistemas de controle para automóveis automatizados. Os veículos elaborados a partir dessa parceria, e outros desenvolvidos pela montadora chinesa Chery, serão utilizados no teste em Wuhu.

Via UOL

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.