China proibirá a venda de carros movidos a motor de combustão em 2030

Por Redação | 11 de Setembro de 2017 às 14h04

O Reino Unido e a França já declararam que pretendem abolir de suas ruas os veículos movidos a motor de combustão até 2040, enquanto a Noruega tem o mesmo plano com 2025 como prazo. Agora, a China decidiu o mesmo, permitindo apenas carros elétricos no país. Contudo, a medida não deve entrar em vigor antes de 2030 — prazo que a Índia também pretende cumprir.

De acordo com Xin Guobin, vice-ministro da indústria e tecnologia da informação, “alguns países deram uma data para acabar com a produção e venda de carros a combustão, e vamos montar uma linha do tempo com departamentos relevantes. Essas medidas vão trazer mudanças profundas para nossa indústria automobilística”.

Atualmente, o mercado automobilístico chinês é o maior do mundo, o que vale tanto para carros a combustão, quanto para os elétricos, que já registraram 336 mil unidades vendidas, enquanto esse número nos Estados Unidos é de 159 mil. Para aumentar ainda mais a produção dos carros elétricos no país, a China impôs metas para as montadoras, garantindo que 12% do mercado seja ocupado pelos veículos que usam a eletricidade para funcionar.

Fonte: Bloomberg