Após acidente fatal, Uber demite 100 pilotos de testes de carros autônomos

Por Jessica Pinheiro | 12 de Julho de 2018 às 10h12
Tudo sobre

Uber

Depois da polêmica com o carro autônomo que estava sendo testado no Arizona, nos Estados Unidos, e que atropelou uma pessoa, eis que a Uber anuncia que está demitindo 100 motoristas de testes de veículos automatizados em Pittsburgh.

No início deste ano, o estado já havia passado por uma crise de demissões da categoria, com a dispensa de 300 motoristas logo após a morte de Elaine Hertzberg, vítima do atropelamento no Arizona. Na ocasião, com o fatídico incidente, a Uber fechou suas operações de veículos autônomos e perdeu sua licença para testar veículos autônomos no estado.

Apesar da baixa no quadro de funcionários, a Uber garantiu que irá alocar 55 "especialistas em missões" para trabalharem na divisão de veículos autônomos em Pittsburgh. Esses especialistas aparentemente são técnicos treinados em pistas de testes e condições de estradas.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Em comunicado, a Uber acrescenta que sua equipe “continua empenhada em construir uma tecnologia de autocontrole segura” e, assim, espera “voltar às vias públicas nos próximos meses”.

Fonte: Fast Company

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.