Após acidente com Uber, Toyota suspende testes com carros autônomos

Por Felipe Demartini | 21 de Março de 2018 às 11h39
Foto: Divulgação
Tudo sobre

Toyota

A Toyota anunciou nesta quarta-feira (21) a suspensão de seus testes com carros autônomos em vias públicas dos Estados Unidos. Em comunicado oficial, a empresa afirmou que a pausa serve para que os motoristas e engenheiros envolvidos nos experimentos lidem com os reflexos e eventuais efeitos emocionais gerados pelo primeiro incidente com vítima fatal a envolver um carro que se dirige sozinho.

O acidente aconteceu no domingo (18), na cidade de Tempe, no estado americano do Arizona. Eaine Herzberg, de 49 anos, teria atravessado a rua fora da faixa de pedestres, sendo atingida em cheio por um veículo autônomo da Uber, fabricado pela Volvo, que estaria ligeiramente acima do limite de velocidade. Ela ficou inconsciente e morreu horas depois, enquanto recebia atendimento de emergência em um hospital local.

O carro estaria com o modo autônomo ativado no momento da acidente, com um engenheiro da empresa de transportes no banco do motorista acompanhando os testes. Para a polícia local, em relatório preliminar, a Uber não teria sido a responsável pelo atropelamento, impossível de ser evitado mesmo por um condutor humano, devido à área mal iluminada da qual a vítima se deslocou até a via, impedindo uma antecipação de sua movimentação.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Mesmo assim, até que surjam mais informações sobre o caso e a investigação avance, a Uber suspendeu todos os testes com veículos autônomos não apenas nos Estados Unidos, mas também em países como Canadá. O mesmo vale, agora, para a Volvo, que não disse quando os experimentos voltarão a acontecer.

A notícia vem na mesma semana em que surgem rumores de uma parceria, justamente, entre Uber e Toyota para desenvolvimento da tecnologia de direção autônoma. Nesta terça (20), surgiram boatos de que o aplicativo de transportes estaria em fase final de negociações com a montadora japonesa para vender parte de suas pesquisas como forma de levar adiante os trabalhos em ambas as frentes.

As relações entre os dois casos, oficialmente, são restritas apenas ao caráter emocional do acidente. Uber e Toyota não se pronunciaram quanto a uma possível parceria nem sobre a suspensão dos testes da marca como uma medida relacionada a essa aliança.

Fonte: Bloomberg

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.