Antes promissora, Faraday Future não consegue nem pagar investidores

Por Redação | 28 de Novembro de 2017 às 12h57
photo_camera Boss Auto Sales

A startup de tecnologia Faraday Future está lutando contra o tempo para alcançar uma meta que chega ao fim em dezembro. A empresa, que trabalha com foco no desenvolvimento de carros elétricos inteligentes, precisa arrecadar US$ 500 milhões.

Segundo um relatório da Bloomberg, publicado na segunda-feira (27), se a Faraday Future não conseguir o valor, ficará em débito com investidores chineses. O dinheiro vem sendo arrecadado desde o começo de 2017, quando foi anunciado que a companhia passava por momentos precários.

O valor devido pela Faraday Future é referente às contas não pagas, além de ações judiciais de seus fornecedores. Além disso, um de seus executivos recém-contratados, Stefan Krause, deixou a companhia em outubro. Krause estava liderando um projeto de arrecadação de US$ 1 bilhão para a companhia.

A empresa também negociava com países do Oriente Médio, Reino Unido, Alemanha, China e Estados Unidos o financiamento de um plano que colocaria seus veículos nas estradas.

Com a falta de um financiamento adequado, a Faraday foi forçada a arquivar um enorme projeto em Las Vegas, mas, segundo a companhia, a locação foi movida para a Califórnia.

De acordo com fontes familiarizadas com a situação da startup, ela não conseguiu lidar adequadamente com a expectativa dos investidores em relação ao principal patrocinador da empreitada, Jia Yueting, que teve milhões de dólares congelados pela justiça devido ao não pagamento de empréstimos.

Ainda de acordo com o relatório da Bloomberg, Yueting recusou a ideia de Krause que envolvia a criação de um plano de falência, descartando também outras soluções que o retirariam da empresa.

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.