Universidade de São Paulo recebe posto para recarga de veículos elétricos

Por Redação | 22.11.2012 às 09:21

A Universidade de São Paulo ganhou um "posto de abastecimento" para carros movidos a energia elétrica. A ideia é utilizar a instalação para aumentar o conhecimento a respeito desse tipo de veículo e sua usabilidade na cidade.

O IEE, Instituto de Eletrotécnica e Energia da USP, foi o responsável pela inauguração do entreposto de recarga. Por enquanto a eficácia do modelo está sendo testada em veículos da Mitsubishi e da Fiat, além de dez modelos da Nissan que fazem parte de uma frota de taxis elétricos da Prefeitura de São Paulo.

Os automóveis elétricos não são comuns no Brasil, principalmente pelo fato de um modelo não custar menos do que R$ 150 mil no país, muito mais caro que diversos carros de luxo. O problema dos impostos e da regulamentação do mercado automotivo no país dificulta muito a adesão a esse tipo de transporte verde.

"A tecnologia existe, mas acho distante da realidade brasileira, porque ainda não há esta demanda. Acredito que eletropostos instalados em shoppings e outros locais públicos e os carregadores domésticos poderão atender à demanda dos próximos anos", afirma o professor José Aquiles Baesso Grimoni, ex-diretor da Escola Politécnica da USP e também integrante da diretoria da EDP no Brasil.

O Jornal da USP informa que essa tecnologia instalada nas dependências da universidade recarrega 80% de uma bateria em 30 minutos, o que oferece autonomia de cerca de 180 quilômetros rodados na cidade, a um custo médio de R$10.

A USP destaca ainda que o eletroposto é fruto de uma parceria iniciada há cerca de um ano, entre diversas empresas. A EDP, uma referência no setor elétrico, se aliou à Fundação Instituto de Administração (FIA) da USP para projetar cenários do impacto que o carro elétrico traria sobre os negócios da companhia.

Eletroposto USP

Imagem: Reprodução / IEE