Prefeitura de Curitiba terá frota de treze veículos elétricos

Por Redação | 11 de Fevereiro de 2014 às 17h17
photo_camera Divulgação

Eles ainda não são populares no Brasil, mas, aos poucos, os carros elétricos começam a ganhar força no país. E uma cidade do sul dará um passo importante no investimento a esses automóveis: Curitiba, que anunciou a inclusão de treze veículos elétricos – dez carros e três micro-ônibus – à frota da Prefeitura do município paranaense já nesta quarta-feira (12). Os automóveis, que não emitem ruídos ou poluentes, serão destinados à Guarda Municipal, à Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) e ao Instituto de Curitiba de Turismo.

A iniciativa faz parte do Curitiba Eco-elétrico, projeto da administração municipal em parceria com a Itaipu Binacional, a Aliança Renault-Nissan, e o Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel (CEIIA) de Portugal. Este é o maior projeto já realizado no Brasil envolvendo o uso de veículos elétricos no serviço público e também uma das primeiras ações da capital do Paraná para cumprir as recomendações do termo de compromisso para a redução das emissões de gases e de riscos climáticos, assinado pelo prefeito Gustavo Fruet, durante o C 40, em Johanesburgo, África do Sul, na semana passada.

O projeto Eco-elétrico será dividido em quatro fases distribuídas entre 2014 e 2020. A primeira delas está sendo implantada com foco nos serviços da Prefeitura, em especial por conta dos jogos da Copa do Mundo, nos meses de junho e julho. A Guarda Municipal utilizará os carros para ronda e patrulhamento nos parques da cidade e zoológico.

Já a Setran deve fazer uso dos veículos em seu programa de educação no trânsito e também como suporte às atividades de seus agentes. O Instituto Curitiba de Turismo vai destinar os automóveis para um Centro de Informações Turísticas Móvel que transitará em locais estratégicos com grande número de turistas, como a Arena da Baixada, intermediações das Fanfest e polo hoteleiro, além de oferecer suporte às atividades recreativas e culturais.

Eco-elétrico (Curitiba)

Nesta primeira fase serão implantados 12 eletropostos (totens) de abastecimento em quatro locais do município, sendo eles a rodoferroviária, a Secretaria Municipal de Abastecimento, o Parque Barigui e o Parque Tanguá. Serão dois sistemas com carga de 30 minutos a oito horas e a autonomia varia de acordo com o modelo do veículo. No caso do Renault Zoe, a autonomia é de 210 km com a bateria totalmente recarregada, enquanto que o Renault Kangoo Z.E. é de 125 km e o Renault Twizy é de 100 km. Os micro-ônibus elétricos possuem autonomia de 100 km.

Para a segunda fase do Eco-elétrico, que vai de 2015 a 2017, estão previstos totens de abastecimento multifuncionais que devem reunir em um único equipamento vários tipos de serviços. Entre eles estão opções de recarga, cartão de transporte, recarga dos veículos, parquímetro, câmera de monitoramento, botão de emergência, informações turísticas, bicicletas compartilhadas e Wi-Fi. A Prefeitura ainda estuda a possibilidade de incluir soluções de compartilhamento de carros e bicicletas, inicialmente voltadas para o mercado corporativo e a serviços de interesse público.

As duas etapas finais, que vão acontecer entre os anos de 2018 e 2020, estabelecem estudos de integração aos diversos serviços de transporte público, e não tiveram seus detalhes revelados no comunicado oficial divulgado no site da prefeitura de Curitiba.

Segundo dados da Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), circulam pelo Brasil cerca de 1.000 veículos elétricos, uma frota pouco significativa quando comparada a outros países, como Estados Unidos e China - na Coreia do Sul já existe até uma estrada inteira que recarrega carros elétricos em movimento. Em todo o mundo, são mais de sete milhões de modelos que não emitem ruídos ou poluentes. Nas prefeituras, o seu uso é ainda escasso, o que coloca Curitiba à frente no projeto de mobilidade sustentável direcionado ao atendimento das demandas internas de sua administração.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.