Nos passos do Google, Baidu está desenvolvendo carros que dirigem sozinhos

Por Redação | 28 de Julho de 2014 às 15h15
photo_camera Divulgação

Diferente de países como Estados Unidos e Brasil, a China possui regras específicas para sites de internet. Por exemplo, algumas redes sociais famosas por aqui são banidas por lá, o que incentivou a criação de versões próprias dessas páginas. Uma dessas ferramentas é o Baidu, conhecido como o Google chinês, que já ultrapassou o status de comparação ao site de Larry Page e Sergey Brin e agora busca ser o número um do mundo.

Seguindo os passos de seu concorrente, a empresa asiática planeja trabalhar em alguns projetos bem futuristas. A primeira aposta do Baidu fora da internet será no mercado automotivo, pois Kai Yu, diretor do Institute of Deep Learning ("Instituto do Aprendizado Profundo, na tradução livre"), afirmou em entrevista ao site The Next Web que sua corporação está trabalhando em um modelo de carro "altamente autônomo", similar ao protótipo do Google.

Embora a ideia seja dar mais mobilidade no trânsito e facilitar a vida do usuário, o carro inteligente do Baidu é diferente do protótipo do Google por um motivo: a máquina ainda irá depender de um motorista humano. "Falando filosoficamente, temos um olhar diferente sobre esse tipo de coisa. Penso que, no futuro, um carro não deve substituir o motorista totalmente, mas dar liberdade a ele. Quando falo liberdade significa que o automóvel é inteligente o suficiente para operar sozinho, como um cavalo, e tomar decisões sob diferentes circunstâncias na estrada", explicou o executivo.

Basicamente, o que o Baidu quer fazer é uma espécie de assistente para carros que vai permitir, entre outras tarefas, que eles possam se autoconduzir, mas que poderão ser controlados pelo próprio usuário diante de qualquer outra circunstância - boa notícia para aqueles que gostam de dirigir. Ainda não há imagens, nem as ferramentas que estarão disponíveis no tal veículo, mas a expectativa é que os primeiros modelos comecem a ser fabricados a partir do ano que vem.

Já o carro autônomo do Google deve chegar ao mercado só em 2017. A companhia trabalha em dois protótipos: o primeiro é um sistema embarcado que deve equipar alguns veículos de fábrica daqui três anos, e o outro é um carro totalmente autônomo construído do zero. Ele não possui os componentes básicos dos carros tradicionais, como volante, acelerador e freio, e todo o trajeto é feito por centenas de sensores embutidos dentro do automóvel.

Vale lembrar que esse não é o único projeto do Baidu inspirado nos conceitos do Google. A empresa já desenvolveu o Baidu Spark Browser, um navegador para PC semelhante ao Chrome, além do Baidu Yi, um aplicativo para smartphone com funções alternativas dos serviços do Google. Há ainda os protótipos de uma bicicleta que dirige sozinha e até um óculos de realidade aumentada que segue os passos do Google Glass.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!