Grupo quer criar sistema baseado em Linux para automóveis

Por Redação | 24 de Setembro de 2012 às 09h55

A Linux Foundation, organização sem fins lucrativos dedicada a acelerar o crescimento do Linux, anunciou na última terça-feira (18) a criação do grupo de trabalho Linux Automotive Grade (AGL). O AGL pretende produzir sua própria plataforma de referência comunitária que se destina a ajudar os fabricantes a implementar sistemas baseados em Linux em seus carros.

Entre os membros do novo grupo de trabalho estão a HARMAN Intel, NVIDIA, Jaguar Land Rover, Nissan, Samsung e Toyota. E eles desejam proporcionar um ambiente neutro para a colaboração entre a comunidade kernel do Linux, outras comunidades de software livre e a indústria automotiva.

O objetivo declarado da AGL é atender as expectativas do consumidor para oferecer nos carros a mesma conectividade que ele está acostumado a ter em casa e no escritório. Em outras palavras, de acordo com o grupo de desenvolvedores, os consumidores estão cansados de carros novos mas tecnicamente antiquados, e a solução do grupo é criar sistemas mais flexíveis e escaláveis.

O grupo tem como foco os elementos de controle do cockpit e os sistemas de infoentretenimento. Seu desenvolvimento terá como base o código do projeto Tizen - sistema operacional que está sendo desenvolvido para funcionar em diversos sistemas embarcados (tais como celulares, smartphones, veículos e outros dispositivos).

Além de manter os carros atuais, a Linux Foundation diz que o Tizen suporta "o ciclo de vida longa de carros", o que significa que o software do sistema de informação e entretenimento não será congelado no tempo, e poderá ser facilmente atualizado.

Será esse um marco no curso da indústria automotiva?

Automotive Grade Linux
Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!