Ford e Microsoft retomam parceria para melhorar conectividade em veículos

Por Redação | 19.03.2015 às 08:03

A Ford Motor é uma das companhias automobilísticas que têm buscado mais conectividade para seus produtos. Agora, a empresa quer ir além e expandir os serviços com a ajuda da Microsoft.

"Os dados vão aumentar nossa capacidade de compreender a experiência do usuário dentro do veículo, com a permissão informada aos clientes", adiantou Don Butler, diretor-executivo de conexão para veículos e serviços da fabricante.

Entre as metas da Ford, ainda para este ano, está uma rede de entrega de serviços capazes de realizar atualização automática para o novo Sync3, a plataforma sem fio de "infotainment", uma mescla de informações com entretenimento. A novidade deve utilizar o serviço de nuvem Azure, da Microsoft.

Butler afirmou quem os dados coletados pela Ford podem ser usados remotamente para diagnosticar problemas mecânicos e alertar os proprietários a respeito da manutenção do veículo. Além disso, eles também poderão fornecer informações sobre o desgaste do carro e os hábitos dos motoristas.

Há um ano, a Ford trocou a Microsoft pela BlackBerry para desenvolver o software do Sync3, após as primeiras versões do Sync e do MyFord Touch terem sido desenvolvidos em parceria com Redmond. Os resultados preliminares não foram satisfatórios, com problemas técnicos e muitas reclamações de usuários que acabaram levando a empresa automobilística a desfazer a parceria. A expectativa é que o novo Sync3, lançado em dezembro, reapareça numa versão melhorada nos modelos de carros dos últimos meses do ano de 2016.

FORD SYNC3

A rede em nuvem da Ford também é um objetivo para este ano, já que a tecnologia pode permitir à companhia integrar de maneira mais estreita seus serviços móveis, tanto fora quanto dentro do veículo.

Butler também falou sobre as mudanças nos modelos de negócios. A rentabilidade associada a venda e locação de veículos agora tem partido para outras formas, como serviços de partilha de carros e pagamento por uso, e isso também afeta a própria definição de mobilidade. "Haverá receitas associadas a isso", disse o executivo, acrescentando que desenvolvedores de terceiros "podem chegar a novas maneiras de alavancar os dados e criar novas oportunidades para oferecer serviços" para os usuários de veículos.

Ele se recusou dizer se a Ford está desenvolvendo um serviço de concierge e comunicação semelhante ao OnStar da General Motors. Contudo, adiantou que a nova parceria entre Ford e Microsoft "nos posiciona para sermos capazes de fornecer um amplo conjunto de serviços relacionados com a conectividade".

A Ford não é a primeira montadora a utilizar o Azure. Quatro anos atrás, a Microsoft e a Toyota anunciaram uma parceria de serviços em nuvem com a plataforma. Em 2013, um acordo similar foi feito com a Qoros, uma unidade da chinesa Cheryl Automobile.

Via Reuters

Fonte: http://www.reuters.com/article/2015/03/17/us-autos-ford-motor-connectivity-idUSKBN0MD1HU20150317?feedType=RSS&feedName=technologyNews