150 milhões de veículos estarão conectados à internet até 2020

Por Redação | 02 de Dezembro de 2014 às 11h39

Aos poucos, os veículos inteligentes vêm se tornando realidade e ganhando espaço na indústria automobilística. De acordo com um estudo do Gartner divulgado pelo portal IT World, até 2020 150 milhões desses veículos já estarão conectados à internet e até 75% deles serão capazes de consumir, criar e compartilhar dados na Web.

As montadoras se basearão em um novo modelo de negócios, que passará do hardware puro para inovadores sistemas tecnológicos com obtenção de rendimentos das aplicações móveis. No entanto, as fabricantes terão que se aliar a empresas como Google, Apple e Samsung para conseguirem desenvolver carros mais inteligentes.

O analista do Gartner, Thilo Kolowski, afirmou no estudo que os ecossistemas existentes têm o papel de facilitar a mudança no mercado automotivo. "Para facilitar esse tipo de mudança, os líderes dos veículos conectados no setor automotivo precisam fazer parcerias com os ecossistemas existentes, como o Android Auto ou o Apple CarPlay, que podem simplificar o acesso e a integração de aplicações móveis dentro do veículo", declarou.

Segundo a ABI Research, as montadoras já parecem ter um ecossistema preferido para equipar seus próximos modelos. Metade de todos os sistemas de "infotainment" em veículos com integração de smartphones irão utilizar o próximo "iOS in the Car", que será lançado pela Apple em 2018.

Koslowski ainda acredita que a tecnologia dos carros conectados será "mais inovadora e emocionante" do que as tecnologias atuais de smartphones e tablets. No entanto, o analista afirma que a experiência do veículo conectado de hoje, com base nos próprios sistemas das montadoras, não possui a funcionalidade e a intuitividade dos dispositivos móveis das fabricantes de tecnologia.

Em 2018, no entanto, duas montadoras terão anunciado planos de se tornar empresas de tecnologia a fim de expandir suas experiências e desenvolver veículos conectados. Acredita-se que, até 2020, pelo menos uma montadora irá conseguir 10% de suas receitas oriundas da mobilidade e das ofertas de serviços conectados.

O Gartner mostra que as fabricantes de veículos preferem que empresas de tecnologia conduzam a tecnologia nos veículos. Entre os proprietários de veículos na Alemanha, 53% acreditam que seria melhor que as empresas de tecnologia tomassem a frente nesta área, enquanto que nos Estados Unidos 58% dos proprietários compartilham da mesma opinião.

Como o crescimento da quantidade de dados fornecidos pelos veículos só tem a crescer, as empresas deverão criar carros, caminhões e outros veículos que sejam capazes de não só capturar e compartilhar dados de status de sistemas internos e localização, mas também a respeito de mudanças climáticas em tempo real, temperatura do asfalto e outros dados. Assim sendo, o seu carro poderá se tornar uma nova parte do seu plano de dados móveis.

Tecnologias como aplicativos ativados por voz, câmeras, sensores e HUDs serão a chave para conseguir uma utilização muito mais segura dos veículos. Além disso, os aplicativos serão adaptados aos serviços de bordo, tais como informações relacionadas ao condutor, atualizações de navegação em tempo real, streaming de música e vídeo e até mesmo a capacidade de fazer compras online e encontrar uma vaga de estacionamento.

"O foco atual da indústria está na criação de plataformas de conteúdo sobre o proprietário (condutor) para integrar o maior número de aplicações móveis que já existem em outros dispositivos móveis", afirma o relatório.

Fonte: http://www.itworld.com/article/2853994/150m-passenger-cars-will-be-connected-to-the-internet-by-2020.html#tk.rss_news

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.