Faltam profissionais com habilidades digitais no mercado, conclui estudo

Por Redação | 31 de Outubro de 2017 às 14h27

Um estudo realizado em parceria entre o LinkedIn e a Capgemini, um dos líderes globais de serviços de consultoria, tecnologia e terceirização, mostrou que há falta de profissionais com habilidades digitais no mercado. O dado é preocupante visto que a tecnologia hoje é parte fundamental na grande maioria de negócios e a tendência é a de ocupar ainda mais espaço futuramente.

Segundo o estudo, que consultou 753 profissionais e 501 executivos, 54% das empresas acreditam que a dificuldade em encontrar pessoas que possuam habilidades digitais dificulta os planos das empresas para transformação digital, fazendo as companhias perderem vantagens competitivas.

A oferta está abaixo da demanda sobretudo em indústrias, varejo e bancos. Das empresas consultadas, 59% acreditam que faltam até mesmo profissionais que dominem habilidades digitais básicas. Contudo, para mais de 60% dos executivos as maiores necessidades são para profissionais que tenham habilidades específicas e avançadas, principalmente em relação a cibersegurança e computação em nuvem.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A resposta para preencher essa lacuna pode estar nas próprias empresas, uma vez que 29% dos funcionários questionados disseram que os treinamentos ofertados são ineficientes. E cerca de 60% deles afirmaram investir seu próprio tempo e dinheiro para a realização de cursos de especialização digital. A pesquisa ainda revela que 55% dos profissionais mudariam para outra empresa que oferecesse melhores condições de treinamento digital, se observassem que estivessem estagnados no atual emprego.

A pesquisa, denominada “The Digital Talent Gap – Are Companies Doing Enough?” (A escassez do talento digital - As empresas estão fazendo o suficiente?, em tradução livre), foi realizada nove países (França, Alemanha, Índia, Itália, Espanha, Países Baixos, Suécia, Reino Unido, Estados Unidos), com executivos de grandes companhias com receita acima de US$ 500 milhões e mais do que mil colaboradores.

Fonte: iPNewsMeio e MensagemCapgemini

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.