Falta de talentos em segurança de TI preocupa maioria dos CIOs brasileiros

Por Redação | 28.11.2016 às 17:55
photo_camera http://socialcoach.com.br/coaching-de-carreira/coaching-o-qu

Problemas crescentes com a segurança de TI, tema que está entre as prioridades dos CIOs e profissionais de tecnologia, deverão acirrar a disputa por talentos nos próximos anos, aumentando a valorização dos profissionais qualificados.

No entanto, a maioria dos CIOs brasileiros estão preocupados com o fato de que a escassez de talentos em segurança no país possa aumentar as ameaças nos próximos cinco anos. É o que revela estudo realizado pela empresa de recrutamento Robert Half com 100 CIOs brasileiros de empresas de pequeno, médio e grande porte, de diferentes setores.

A pesquisa mostra que 93% dos CIOs acreditam nessa possibilidade, sendo que 38% deles esperam um aumento significativo nas ameaças de segurança e 55% um aumento pouco significativo.

"Um dos pontos mais expressivos e também preocupantes é o fato de que as habilidades técnicas mais valorizadas nos profissionais são também as mais difíceis de encontrar: conhecimento em auditoria de TI e segurança na nuvem", comenta Fábio Saad, gerente Sênior da Divisão de Tecnologia da Robert Half.

Questionados sobre os riscos mais significativos para a empresa nos próximos cinco anos, 73% dos respondentes apontaram o cibercrime, seguido por espionagem, spyware e ransomware para 51%. Abuso de dados foi a resposta de 44% dos CIOs.

Já em relação às habilidades técnicas mais valorizadas em um profissional para segurança de TI, auditoria de TI (61%), segurança em nuvem (60%) e segurança de aplicativos (59%) foram as principais respostas, enquanto 53% dos executivos optaram por tecnologias de segurança (IAM, SIEM / SOC, DLP, malware) como a habilidade mais valorizada, seguida por hacking e testes de penetração (37%).

Fonte: CIO