Após sete rodadas negociando sem acordo, Sindpd fala em greve da categoria

Por Redação | 03.03.2017 às 20:04
photo_camera http://socialcoach.com.br/coaching-de-carreira/coaching-o-qu

Foi decidido na última quinta-feira (2) pela diretoria do Sindpd (Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo) que uma nova estratégia para encaminhar a Campanha Salarial 2017 começará a ser montada. O objetivo é votar o dissídio de greve, devido a impasses nas negociações.

Fazem parte da estratégia duas possíveis frentes que ocorrerão paralelamente: de um lado, o Sindpd pretende iniciar os preparativos para a convocação de assembleias de greve, ouvindo a categoria com democracia e transparência. De outro, serão abertas negociações diretas entre a diretoria e empresas interessadas em firmar acordos individuais.

De acordo com Antônio Neto, presidente do SIndpd, a sinalização de uma possibilidade de greve não ocorre apenas devido à questão dos salários do profissionais de TI, mas também à necessidade de valorização da categoria como um todo. "Não é por 20 centavos. É por respeito, dignidade e valorização", justificou Neto.

Já foram realizadas sete rodadas de negociações, mas nenhuma resultou em acordo. A última, datada de 23 de fevereiro, os patrões apresentaram uma oferta de reajuste de 6,29%, o que não chegou ao pretendido pelo Sindpd. O sindicato defende a correção integral da inflação acrescida de aumento real, e portanto decidiu suspender as negociações e se preparar para a mobilização dos profissionais.

Além dos salários, vale-refeição, auxílio-creche e a defesa da PLR (Participação nos Lucros e/ou resultados) também estão em pauta: o Sindpd reivindica mais direitos nestes quesitos. "São avanços que garantimos com muitas batalhas, incluindo duas greves. Deixamos isso muito claro para o patronato em todas as mesas de negociação das quais participamos: não vamos aceitar retrocessos. Nosso Sindicato foi construído com a força das lutas e a união dos trabalhadores. Estamos preparados para esse embate mais uma vez", completou Neto.

Fonte: Sindpd