Após acordo, reajuste salarial para setor de TI será de 10,67% em SP

Por Redação | 16 de Fevereiro de 2016 às 09h26

Nesta segunda-feira (15), patrões e empregados chegaram a um acordo sobre o reajuste salarial para os profissionais de TI em São Paulo. Após seis encontros entre o Sindpd e o Seprosp, sindicato dos patrões, foi decidido que o reajuste salarial será de 10,67%, atingindo o índice da inflação. O número também será aplicado ao valor do vale-refeição. Com o consenso entre as partes, não haverá a necessidade da decisão ser tomada em vias judiciais.

Foi combinado que o índice de 10,67% será parcelado em duas vezes. A primeira parcela, referente aos meses de janeiro a outubro, será de 8,57%, enquanto a segunda, de novembro a dezembro, será de 2,17%. Considerando o efeito retroativo à data-base da categoria, o valor do auxílio-refeição passa a ser de R$ 16,60 para todos os profissionais, tendo como base a jornada de oito horas diárias, sem qualquer distinção por alocação ou número de funcionários.

Para o presidente do Sindpd, Antonio Neto, "foi uma das campanhas mais duras que o Sindpd enfrentou". Segundo ele, o péssimo cenário econômico nacional "criou uma cortina de fumaça em que os setores não enxergam perspectivas, e isto estimula o medo, a desconfiança na retomada do crescimento". Neto considera o acordo vitorioso, tendo em vista o que o mercado está enfrentando no momento. "Conseguimos a garantia de reposição das perdas inflacionárias, coisa que poucos setores conquistaram. Temos a segurança de que nossa Convenção Coletiva em nada retrocedeu, mesmo diante da intensa pressão dos patrões", completou.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Fonte: Convergência Digital

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.