Administrador de TI demitido muda senhas e chantageia empresa por US$ 200 mil

Por Redação | 19 de Janeiro de 2017 às 18h14

Muito cuidado antes de demitir seus empregados no setor de TI: a vingança pode ser maligna. Nos Estados Unidos, um ex-funcionário de uma universidade mudou a senha de uma conta com informações de 2 mil estudantes, pedindo US$ 200 mil pela nova senha.

Pelo menos isso é o que a American College of Education, de Riverdale, no estado de Illinois, alega. Segundo os advogados da instituição, o programador Triano Williams quer ser recontratado pela empresa como um consultor - recebendo uma bolada de dinheiro por isso.

Em resposta ao processo de seus ex-patrões, Williams alega que sua senha de administrador está salva automaticamente no laptop corporativo retornado à empresa. Além disso, ele também está processando a universidade, afirmando que sua demissão foi por motivos de discriminação racial.

Uma universidade de baixo custo, a American College of Education fez diversas demissões em sua equipe de TI no último ano, e Williams era o último administrador de sistema em atividade.

Após a sua demissão (e troca de senha), estudantes não foram mais capazes de acessar seus emails e outros materiais de estudo. A conta, na nuvem do Google, chegou a ser suspensa devido às diversas tentativas sem sucesso de descobrir a senha e fazer o login.

Para resolver esta questão, o pedido de Williams é simples (e caro). "Para resolver amigavelmente esta disputa, o Sr. Williams pede uma carta de referência e um pagamento de US$ 200 mil", escreveu a advogada do ex-funcionário aos representantes legais da universidade.

Atualmente a universidade usa um novo provedor de serviços em nuvem, mas o estrago causado pelo incidente com Williams já tinha sido feito. Segundo decisão judicial, o ex-funcionário é responsável por prejuízos de US$ 248 mil para a universidade.

Fonte: USA Today

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.