Quase metade dos empregos nos EUA podem ser trocados por robôs, diz estudo

Por Redação | 28 de Março de 2014 às 11h02

Um estudo publicado pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, chegou à conclusão de que 47% das ocupações nos Estados Unidos podem vir a ser automatizadas nos próximos anos. Carl Frey e Michael Osborne estudaram em detalhes 702 tipos de emprego.

Os pesquisadores criaram um modelo probabilístico utilizando o Processo Gaussiano e com isso puderam analisar a possibilidade de computerização de diferentes ocupações. Assim, eles as classificaram em zonas de baixo, médio e alto risco de automatização nos próximos 10 ou 20 anos. Empregos de baixo salário e que requerem poucas habilidades e conhecimentos ficaram no topo da lista de risco, assim como aqueles que são extremamente repetitivos e requerem agilidade manual.

Entre as ocupações de risco estão operador de telemarketing, caixa de loja, relojoeiro, contador, analista de crédito, motorista, operador de rádio, entre outros.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.