Quase metade dos empregos nos EUA podem ser trocados por robôs, diz estudo

Por Redação | 28.03.2014 às 11:02 - atualizado em 28.03.2014 às 16:43

Um estudo publicado pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, chegou à conclusão de que 47% das ocupações nos Estados Unidos podem vir a ser automatizadas nos próximos anos. Carl Frey e Michael Osborne estudaram em detalhes 702 tipos de emprego.

Os pesquisadores criaram um modelo probabilístico utilizando o Processo Gaussiano e com isso puderam analisar a possibilidade de computerização de diferentes ocupações. Assim, eles as classificaram em zonas de baixo, médio e alto risco de automatização nos próximos 10 ou 20 anos. Empregos de baixo salário e que requerem poucas habilidades e conhecimentos ficaram no topo da lista de risco, assim como aqueles que são extremamente repetitivos e requerem agilidade manual.

Entre as ocupações de risco estão operador de telemarketing, caixa de loja, relojoeiro, contador, analista de crédito, motorista, operador de rádio, entre outros.