Profissionais de TI de São Paulo receberão reajuste salarial de 7,8%

Por Redação | 27.01.2015 às 16:13
photo_camera Copyright: wavebreakmedia

Foto: wavebreakmedia/Shutterstock

Na última sexta-feira (23), a campanha salarial dos trabalhadores de Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo terminou após um acordo. O reajuste salarial solicitado pelos profissionais da área será de 7% e do piso salarial de 7,8%. O índice representa 1,57% acima do número da inflação para o período.

Os profissionais de TI também solicitaram outros benefícios que foram concedidos para a categoria. Entre eles está o direito de receber Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR) e vale-refeição (VR) para todos. O VR deverá ser no valor mínimo de R$ 15 para empresas que contam com mais de 20 funcionários para jornada de 8 horas de trabalho.

Empresas com dez ou mais funcionários também deverão oferecer vale-refeição, seis meses após a assinatura do acordo salarial. Já a partir de 1º de janeiro de 2016, as empresas estenderão o benefício para toda a categoria. Já o pagamento da PLR deverá ser realizado por todas as empresas que tiverem algum trabalhador de TI em seu quadro de funcionários, independente do porte da companhia.

Antônio Neto, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo (Sindpd), considerou o acordo, fechado na terceira rodada, como positivo. O Sindpd reivindicava um reajuste de 10,5% e o sindicato patronal oferecia 6,5%.

“Consideramos que esta CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) é positiva para ambos os lados e especialmente para os trabalhadores de TI. A Convenção foi fechada pelo conjunto dos benefícios acordados e garante questões fundamentais como PLR e VR”, afirmou Neto.

Ano passado, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) do Estado de São Paulo já havia determinado o dissídio de 7,5% para os trabalhadores de TI.

Fonte: http://computerworld.com.br/carreira/2015/01/25/trabalhadores-de-ti-de-sao-paulo-terao-reajuste-salarial-de-ate-7-8/