Expectativa: Facebook e LinkedIn serão os currículos do futuro

Por Redação | 24 de Julho de 2012 às 19h45
TUDO SOBRE

LinkedIn

Uma pesquisa realizada pela Robert Half com 1.876 diretores de RH de 16 países mostra que 34% dos entrevistados brasileiros acreditam que as redes sociais possam vir a substituir os tradicionais currículos no futuro, enquanto outros 42% consideram este fato pouco provável. A Holanda aparece em segundo lugar, com 30% dos entrevistados apostando nessa substituição.

Confira abaixo o TOP 5 dos países entrevistados e a respectiva porcentagem de executivos que acreditam que as redes sociais podem substituir os currículos:

  1. Brasil – 34%
  2. Holanda – 30%
  3. Chile – 29%
  4. Itália – 16%
  5. Suíça/Luxemburgo – 14%

Quando o assunto é eficiência das redes sociais como ferramentas de recrutamento, 54% dos brasileiros acreditam que estas plataformas na web são ferramentas eficientes. Mas os primeiros da lista são China (64%) e Cingapura (56%). Alemanha (67%) e Bélgica (63%) são os países que menos consideram as redes sociais eficientes no recrutamento.

PECHINCHAS, CUPONS, COISAS GRÁTIS? Participe do nosso GRUPO DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

As redes sociais desempenham diferentes funções, e para os brasileiros, as principais são, nesta ordem: possibilidade de verificação de referências de potenciais candidatos; facilidade de comunicação com candidatos; e auxílio na seleção de profissionais.

A Robert Half é a primeira e maior empresa de recrutamento especializado no mundo, com mais de 350 escritórios presentes nos EUA, Canadá, Europa, Ásia, América Latina e Oceania. Fundada em 1948, a empresa opera sete divisões no Brasil, selecionando executivos de diversas áreas.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.