Estudo: diferença salarial entre homens e mulheres na área de TI chega a 77%

Por Redação | 08.03.2013 às 12:20

A empresa de recrutamento Michael Page divulgou nesta sexta-feira (8), data em que se comemora o Dia Internacional das Mulheres, que a diferença salarial entre homens e mulheres no setor de Tecnologia da Informação chega a 77%, com os homens ganhando os maiores salários.

Em nenhuma das áreas profissionais analisadas pela pesquisa, as mulheres recebem o mesmo salário destinado aos homens nos mesmos cargos e divisões. Para ter uma ideia, nos cargos de gerência, com salários acima dos R$ 8 mil mensais, 72% dos contratados são homens, e em setores como varejo e seguros, os homens recebem em torno de 34% e 65%, respectivamente, a mais que as mulheres.

Outros setores onde o levantamento da Michael Page encontrou uma grande diferença salarial estão vendas, engenharia, TI, saúde, construção, advocacia, petróleo e gás com 80% dos salários femininos, em média, não atingindo os valores destinados aos profissionais do sexo masculino.

A área onde foi encontrada a menor discrepância salarial é a de recursos humanos, onde os homens recebem valores 6% maiores do que as mulheres. Além disso, esse é o setor mais feminino entre os setores analisados pela empresa de recrutamento, com 67% de participação das mulheres. E as áreas de finanças e engenharia foram as que mais contrataram em 2012, representando 41% de todas as contratações para gerência efetuadas pelos escritórios da Michael Page espalhados pelo Brasil.