Distração fatal: sete erros de TI que podem resultar em demissão

Por Redação

É difícil conseguir um emprego, mas pode ser extremamente fácil perdê-lo. Há diversas razões para empresas demitirem alguém por justa causa e falharem no cumprimento de sua obrigação em proteger os ativos digitais de seus funcionários ou abusarem do poder para fins nefastos.

Você pode ser demitido por abrir a boca na hora errada ou não abrir a boca na hora certa. Espionar o chefe, mentir para seus supervisores ou ser diretamente responsável pela perda de milhões de dólares por uma queda no servidor graças a pura negligência são todas ótimas maneiras de perder o emprego.

Mas ninguém é perfeito e todos erram alguma vez na vida. Porém, alguns erros são quase sempre fatais – tanto para o trabalho quanto para toda uma carreira. Abaixo seguem sete erros que podem resultar numa via expressa para a demissão. Não deixe que essas falhas fatais se tornem suas.

1. Backups negligenciados

Backup

Backup é algo extremamente importante e não pode ser negligenciado. Sempre verifique se o sistema que realiza as cópias de segurança está funcionando corretamente. Ele pode custar não apenas seu emprego como também a vida da empresa como um todo.

2. Espionando o chefe

Espionando

Jamais mexa naquilo que não é seu, mesmo se você ocupar um cargo que dê acesso ao que é dos outros. Bisbilhotar e-mails dos funcionários da empresa é um outro erro grave que pode resultar em demissão. Esse tipo de abuso de poder pode destruir toda sua carreira.

3. Varrendo para debaixo do tapete

Mentindo

Jamais minta ou esconda fatos importantes, sempre conte a verdade. Você sabe que não deve mentir nem mesmo no currículo, então quando a vaga for sua, continue dizendo a verdade. Caso tenha cometido algum erro, ele pode até mesmo te ajudar a manter o emprego, uma vez que quem trata os negócios com sinceridade tem sempre mais crédito do que quem tenta omitir fatos ou inventar situações inexistentes. No fim, as máscaras caem.

4. Escondendo pornografia no trabalho

Assistindo o que não deve

Algumas coisas devem ser feitas apenas em casa, portanto nada de salvar conteúdo indevido nas dependências da empresa. No ambiente corporativo, limite-se apenas ao que é relacionado a sua função e use os recursos da empresa em prol disso. Pornografia é coisa séria, e pode lhe custar um bom emprego.

5. Mantendo os segredos errados

Segredos

Sempre documente bem o que quer que você faça para que outros possam saber como lidar com alguma situação que vier a aparecer quando você não estiver disponível. Jamais faça as coisas com pressa, de qualquer jeito e sem realizar testes. Evite guardar informações de valor para o crescimento da empresa como segredo por puro egoísmo. A empresa e seu emprego agradecem.

6. Desastre absoluto

Desastre

Sempre realize testes nos sistemas de recuperação contra desastres para evitar que quando eles forem realmente necessários, não falhem. Por em ação um sistema redundante com medo de que ele falhe e manter as coisas inoperantes até que, por um milagre, se resolvam pode custar seu emprego e a reputação da empresa. Discuta, faça testes e mais testes, evite surpresas desagradáveis e tenha mais tranquilidade em seu trabalho.

7. Sinceridade com os superiores

Ironicamente, às vezes é melhor sair do emprego do que continuar lidando com pessoas que não têm uma visão muito aguçada, e que podem impor planos que entram em conflito com suas funções. Ser muito sincero com essas pessoas também é ruim e pode lhe custar o emprego. Lembre-se de ponderar suas atitudes e não bancar o "topetudo" com seus chefes. Gentileza gera gentileza.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.