As 10 previsões da Gartner para a área de TI nos próximos anos

Por Redação | 14 de Outubro de 2013 às 10h30

A empresa de pesquisa Gartner revelou suas 10 previsões para a área de TI nos próximos anos a partir de 2014. As previsões incluem impressões 3D, coleta de dados pessoais e falhas de segurança dos governos e empresas, vazando dados confidenciais.

Confira a lista do que está por vir no mundo da tecnologia, segundo a empresa.

    1. Impressão 3D em 2016

      Em 2016, a impressão 3D de tecidos e órgãos causará um debate global sobre a regulação da tecnologia ou sua proibição para usos humanos e não-humanos. As empresas deverão desenvolver políticas aceitáveis para os parâmetros de pesquisa de "impressão biológica", assim como investigar os aspectos legais de proteção da propriedade intelectual.

    2. Impressão 3D em 2018

      Em 2018, a impressão 3D resultará em uma perda de pelo menos US$ 100 bilhões por ano em propriedade intelectual a nível mundial. Mercadorias falsificadas serão inevitáveis. Somente os EUA terão mais de 300 bilhões de dólares em propriedade intelectual roubada por ano. Em 2016, a Gartner diz que o setor automotivo global atingirá o valor de US$ 15 bilhões de roubo em 3D. Será necessário criar maneiras para validar os produtos genuínos.

    3. Soluções crowdsourcing e inovação

      Em 2017, cerca de metade dos bens de consumo terá 75% da sua inovação e capacidade de pesquisa e desenvolvimento retirada de soluções de crowdsourcing. Isso significa que as empresas terão que se manter em contato com o consumidor e tecnologias afins.

    4. Dados pessoais valendo ouro

      Até 2017, 80% dos consumidores irão coletar, acompanhar e trocar seus dados pessoas por redução de custos, conveniência e personalização de serviços.

    5. Falha na proteção de dados

      Em 2020, empresas e governos falharão em proteger 75% dos dados e acabarão concedendo acesso público a eles. Mais casos como do WikiLeaks e Snowden aparecerão, e corporações e governos entenderão que eles não podem proteger todos os dados sensíveis. Por isso, a tendência é que boa parte destes dados seja disponibilizada ao público.

    6. Redução de trabalhos da era digital

      Em 2020, a digitalização ocasionará uma forte redução de postos de trabalho e forçará uma nova economia com modelos mais maduros, evitando os modelos antigos.

    7. Robôs para nossa segurança

      Em 2024, pelo menos 10% das atividades consideradas potencialmente perigosas para o homem irão requerer o uso obrigatório de sistemas inteligentes. OS CIOs e líderes de TI deverão ajudar a identificar onde e como o desenvolvimento de sistemas automáticos podem melhorar a segurança e melhorar a competitividade.

    8. Máquinas inteligentes

      Em 2020, a maioria dos trabalhos da área do conhecimento será impactada por máquinas inteligentes de maneiras positivas e negativas. Os profissionais de TI terão que reconhecer que essas máquinas podem criar vantagens competitivas significantes, assim como negócios inteiramente novos.

      A Gartner diz que máquinas inteligentes vão decidir o que acontecerá com muitos empregos. Sistemas contextualmente inteligentes como o computador IBM Watson vão se proliferar, fazendo o que antes pensávamos que só humanos pudessem fazer.

    9. Computadores que aprendem

      Em 2017, 10% dos computadores estarão aprendendo e não processando informações. A Gartner diz que redes neurais estão sendo desenvolvidas. A IBM possui uma biblioteca de 150 macros neuromórficos.

      Já em 2014, o número de apps de reconhecimento de voz deve duplicar e em 2015 o número de desenvolvedores usando a biblioteca da IBM quadruplicará.

    10. Dispositivos usáveis

      Em 2020, o número de dados coletados de dispositivos usáveis conduzirá 5% das vendas das mil maiores empresas do mundo. O número de apps requisitando que os dados do consumidor sejam compartilhados crescerá duas vezes em 2015, indicando um aumento no número de marketeiros buscando acesso ao perfil do consumidor.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.